Reitoria
 
diminuir fonteaumentar fonte
 
   
 
Agência Unesp de Inovação
voltar voltar imprimir imprimir enviar enviar corrigir corrigir

CONHEÇA AUIN: AS INVENÇÕESPeptídeos para uso no tratamento da micose sistêmica

[25/08/2016] 

A presente tecnologia refere-se a peptídeos antiadesão de Paracoccidioides spp. e uso dos mesmos na terapia profilática da micose sistêmica paracoccidioidomicose ou em sua associação com drogas antifúngicas para melhorar a seletividade destas drogas ao alvo.

>Problema A América Latina é uma das regiões mais afetadas pela micose sistêmica no mundo, sendo o Brasil, o país      com o maior número de áreas endêmicas para essa doença. Ela atinge principalmente trabalhadores rurais do sexo masculino, uma vez que o trabalho com solo e plantações nessas áreas é um fator ocupacional predisponente para a aquisição da doença. Dentre os principais sintomas está o desenvolvimento de uma infecção assintomática, com lesões nos pulmões e linfonodos, podendo ainda ocorrer disseminação para outros órgãos e tecidos. A presente tecnologia, utilizando a técnica de Phage Display, identificou quatro peptídeos capazes de inibir a adesão de Paracoccidioides spp. impedindo assim a infecção por esse fungo e a redução de casos de micose sistêmica.

>Benefícios Atualmente o tratamento da micose sistêmica é de longa duração e realizado pela associação de drogas. A presente tecnologia é capaz de impedir a interação entre Paracoccidioides-hospedeiro, evitando a infecção e contração da doença, além de futuramente poder ser utilizada como uma vacina e na associação com drogas antifúngicas já conhecidas para o tratamento dos enfermos.

Conheça mais tecnologias do nosso portfólio

Rebeca Terra/AUIN
Pablo Soares/AUIN

 

Notícias recentes

16/02/2018 - [Animal Health Innovation Latin America]

07/02/2018 - [Coloque sua startup na Plataforma de Lançamento do InovAtiva Brasil]

19/01/2018 - [Inova Talentos - IEL/CNPQ abre vagas para alunos bolsistas]