Reitoria
 
diminuir fonteaumentar fonte
 
   
 
Agência Unesp de Inovação
voltar voltar imprimir imprimir enviar enviar corrigir corrigir

CONCURSO BIOTA-EMPREENDEDORISMO: ESTÍMULO A JOVENS CRIATIVOS E EMPREENDEDORESO objetivo maior do BIOTA-FAPESP é inventariar e caracterizar a biodiversidade do Estado de São Paulo

[11/04/2016] 

Objetivos, Meios e Produtos

O objetivo maior do BIOTA-FAPESP é inventariar e caracterizar a biodiversidade do Estado de São Paulo, definindo os mecanismos para sua conservação, seu potencial econômico e sua utilização sustentável. A relação de objetivos, meios e produtos apresentada a seguir não é exaustiva, se propõe a apontar linhas gerais de atuação no Programa.

Objetivos

  • Estudar e conhecer a biodiversidade do Estado de São Paulo e divulgar este conhecimento e sua importância.
  • Compreender os processos geradores, mantenedores e impactantes da biodiversidade.
  • Conhecer as formas de conhecimento tradicional da biodiversidade.
  • Ampliar a capacidade de organizações públicas e privadas de gerenciar, monitorar e utilizar sua biodiversidade.
  • Avaliar a efetividade do esforço de Conservação no Estado, identificando áreas e componentes prioritários para Conservação.
  • Desenvolver bases metodológicas e padrões de referência para estudos de impacto ambiental.
  • Produzir estimativas de perda de biodiversidade em diferentes escalas espaciais e temporais.
  • Subsidiar a tomada de decisão sobre projetos de desenvolvimento, especialmente os de desenvolvimento sustentável.
  • Capacitar o Estado e organizações públicas e privadas para se beneficiar do uso sustentável de seus recursos biológicos genéticos.
  • Capacitar o Estado para estimar o valor da biodiversidade e seus serviços, tais como conservação de recursos hídricos, controle biológico, etc.
  • Capacitar as instituições do Estado a atender a disposições e instrumentos legais referentes a organismos vivos, tais como o depósito de espécimes.

 

Meios e Produtos

Consolidação da infraestrutura de coleções e acervos em museus, herbários, jardins botânicos, zoológicos, bancos de germoplasma etc., equiparando-os a padrões internacionais quanto a tamanho de acervo; qualidade da manutenção e organização; informatização; curadoria; realização de exposições; divulgação e produção de publicações; designação de pelo menos uma coleção de referência para cada grupo de organismos. Informatização de todos os acervos e coleções científicas do Estado, e estabelecimento de uma rede de informação em biodiversidade entre todas as instituições envolvidas com a pesquisa e conservação de biodiversidade no Estado. Adequação e disponibilização de bases cartográficas e imagens para subsidiar pesquisas em biodiversidade.

  • Consolidação da infraestrutura e serviços de apoio para pesquisa das Unidades de Conservação.
  • Dotar as Unidades de Conservação do Estado do conhecimento sobre a biodiversidade necessário para seu manejo adequado.
  • Produção e divulgação de check-lists de toda a biota conhecida do Estado.
  • Produção de chaves de identificação, catálogos e monografias de revisão, e sua publicação impressa e / ou eletrônico para os grupos taxonômicos melhor conhecidos.
  • Avaliação da representatividade das Unidades de Conservação existentes no Estado e identificação de áreas prioritárias para a ampliação ou o estabelecimento de novas Unidades de Conservação.
  • Desenvolvimento de inventários e estudos para preencher lacunas de conhecimento, taxonômicas e geográficas, sobre a diversidade biológica do Estado.
  • Desenvolvimento de projetos de pesquisa para o entendimento da organização espacial e temporal da diversidade biológica, e dos processos que afetam sua manutenção.
  • Desenvolvimento de estudos comparativos e retrospectivos para estimar perdas de biodiversidade no Estado, tanto de espécies como de habitats e ecossistemas.
  • Desenvolvimento de projetos especiais sobre problemas ostensivos que afetam a conservação da biodiversidade no Estado, tais como os efeitos e consequências da fragmentação ambiental sobre a biodiversidade.
  • Desenvolvimento de projetos experimentais e comparativos sobre impacto ambiental, tais como estudos no padrão antes e depois, controle e impacto; utilizando-os para monitorar as consequências de obras e projetos ambientais e para estabelecer padrões de referência para avaliação de impacto ambiental no tocante à diversidade biológica.
  • Desenvolvimento de projetos piloto de bioprospecção, interfaceando com outros programas com interesses semelhantes ou correlatos.
  • Desenvolvimento de padrões, rotinas e infraestrutura para atender a demandas de depósito legal.
  • Aumento do número de taxonomistas no Estado de acordo com a extensão da biota do Estado e com a crescente demanda de serviços.
  • Formação de recursos humanos – nível médio e superior – em áreas básicas para subsidiar o estudo da biodiversidade.
  • Incentivo ao desenvolvimento de profissionais em novas áreas de conhecimento ou em novas interfaces, tais como bioinformática ou como a aplicação de sistemas geográficos de informação à biologia.
  • Promoção de cursos especiais intensivos em taxonomia; em métodos de coleta e inventários; em métodos de análise, etc.
  • Aumento do número e adequação da duração de bolsas, especialmente as de apoio técnico, de recém-doutor e de jovem pesquisador, conforme a demanda específica do programa.
  • Aumento do contingente de profissionais contratados em todos os níveis nos órgãos de pesquisa e ensino e Unidades de Conservação.
  • Firmar acordos e compromissos institucionais que garantam o engajamento e a continuidade de projetos de pesquisa, organização e manutenção de acervos.
  • Criação e montagem de exposições didáticas sobre biodiversidade.
  • Produção de materiais de divulgação e apoio ao ensino, tais como guias de campo e guias de identificação.

 

FAÇA SUA INSCRIÇÃO AQUI!

Rebeca Terra/AUIN

 

Notícias recentes

16/02/2018 - [Animal Health Innovation Latin America]

07/02/2018 - [Coloque sua startup na Plataforma de Lançamento do InovAtiva Brasil]

19/01/2018 - [Inova Talentos - IEL/CNPQ abre vagas para alunos bolsistas]