Guia de Profissões 2010
Guia de Profissões 2010
     
 
Cursos :::
Engenharia Civil

Construção e planejamento da infraestrutura básica de um país

 

A formação do engenheiro civil o habilita a atuar em cinco grandes áreas: construção, estruturas, geotecnia, hidráulica e saneamento e transportes. Ele é o profissional responsável por calcular, construir, operar e manter edificações, meios de transporte, equipamentos urbanos e obras de aproveitamento energético, saneamento e segurança ambiental.

Como sua formação abrange diversas áreas do conhecimento, o engenheiro civil pode ainda atuar em instituições financeiras, nas áreas de administração e gerenciamento dos mais diversos setores da indústria. Também está apto a se tornar um empresário, criando sua própria empresa para atuar no setor da construção civil. Com possibilidades tão variadas de atuação, este profissional tem facilidade em encontrar um emprego no mercado de trabalho.

O engenheiro civil recebe uma formação plena, podendo atuar em qualquer uma das cinco grandes áreas citadas. Entretanto, desejando ampliar seus conhecimentos em uma área específica, o que aumentaria suas condições de competir no mercado de trabalho, ele pode fazer cursos de pós-graduação (especialização lato sensu, mestrado e doutorado). As ofertas são amplas na própria UNESP e em outras instituições de ensino superior.

na UNESP
Visitas técnicas e cursos de extensão complementam o ensino

Nos cursos de Engenharia Civil oferecidos nos câmpus de Bauru, Guaratinguetá e Ilha Solteira, o aluno tem aulas de disciplinas do ciclo básico, como Matemática, Física, Química e Desenho Técnico, e do ciclo específico e profissionalizante, como Fenômenos de Transportes, Mecânica dos Solos, Resistência dos Materiais, Topografia, Análise de Estruturas, Estruturas de Concreto, Estruturas de Aço, Técnica e Economia dos Transportes, Projeto de Estradas e Transporte Ferroviário.
Em comum a todas as unidades, para concluir o curso o aluno tem de realizar um estágio curricular com duração mínima de 180 horas, em que desenvolverá um conjunto de atividades de aprendizado profissional em empresas privadas ou públicas, visando sua inserção no mercado de trabalho. Veja a seguir as características de cada câmpus:

Bauru – Conta com professores espe­cializados, com mestrado e doutorado no Brasil e no Exterior, que atuam no ensino de graduação e de pós-graduação, no desenvolvimento de projetos de pesquisas e na orientação de trabalhos de iniciação científica. São oferecidas oportunidades de bolsas de estudo e atividades extracurriculares, como visitas técnicas e cursos de extensão, o que complementa o ensino da sala de aula. O curso possui laboratórios especializados nas diversas áreas da Engenharia Civil e mantém convênios com instituições de ensino do Brasil e do Exterior, abrindo a possibilidade de intercâmbios.

Guaratinguetá – O corpo docente qualificado, composto em sua maioria por professores-doutores, atua diretamente em ensino, pesquisa e extensão. Além das atividades didáticas, o aluno poderá desenvolver projetos de iniciação científica e participar de atividades de extensão universitária envolvendo a comunidade. Durante o curso são realizadas visitas técnicas periódicas a obras da região, palestras e a Semana de Engenharia. O câmpus mantém laboratórios especializados e intercâmbio com universidades estrangeiras (da Alemanha e da França). O curso implantou o Sistema de Avaliação Acadêmica, em que o aluno pode participar do seu processo de formação.

Ilha Solteira – O curso conta com mais de 95% de docentes doutores, dentro de uma estrutura que propicia o contato direto e frequente entre alunos e professores. Por isso é comum o envolvimento do aluno em visitas técnicas a obras e instalações, em atividades de pesquisa, em eventos de iniciação científica e em outras atividades de interesse para sua formação. O curso conta com uma estrutura de biblioteca de alto nível, com laboratórios nas diversas áreas da engenharia e com um programa de pós-graduação no qual o aluno poderá inscrever-se depois de formado. Além disso, tem convênios com diversas instituições de ensino superior, do Brasil e do Exterior, como a Universidade de Valência, na Espanha, e o INSA, de Toulouse, França.