]
 
 
UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA
"JÚLIO DE MESQUITA FILHO"
Reitoria
 
     
 
Jornal UNESP :::
Abril/2008 – Ano XXI – nº 232   ::   Suplemento [Voltar]
 
:: GERAL ::

Ensino
Física em cartaz nas escolas
Iniciativa leva a toda a rede de ensino médio do País dados sobre estrutura elementar da matéria

O objetivo do projeto “Estrutura elementar da matéria: um cartaz em cada escola” é levar a todas as 24.131 escolas públicas e particulares brasileiras de ensino médio os principais conceitos estabelecidos no século XX numa das áreas fundamentais da Física. A iniciativa foi lançada em março no Centro Regional de Análise de São Paulo (Sprace), no Instituto de Física Teórica (IFT), em São Paulo.

O projeto promoveu o envio a cada escola de duas cópias do cartaz com o conhecimento sobre a estrutura da matéria, sua relação com as forças da natureza, como a eletromagnética e gravitacional, e a escala de grandeza das partículas. “Há uma defasagem de 70 a 100 anos entre essas descobertas da Física e o que os alunos aprendem no ensino médio”, explica Sérgio Novaes, coordenador do projeto e professor do IFT.

Os cartazes também serão distribuídos para todos os institutos de Física das instituições federais de educação superior. Além dos cartazes, as escolas receberão 25 mil folhetos com informações para que os professores possam responder às questões levantadas pelos alunos.

O Centro elaborou, ainda, um site (www.sprace.org.br/eem/) com informações sobre as partículas elementares. “Para aguçar os jovens, os cartazes trazem palavras e conceitos que eles não compreenderão de imediato. Queremos, assim, que eles perguntem a seus professores e pesquisem o tema”, esclarece Novaes.

Uma outra ferramenta que o projeto disponibiliza para as escolas é o sistema de videoconferência EVO (Enabling Virtual Organizations), que permite a realização de palestras. O projeto tem apoio financeiro do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq ) e da UFABC.

Daniel Patire e Dênio Maués

 
  ACI