Reitoria
 
diminuir fonteaumentar fonte
 
   
 
ACI - Assessoria de Comunicação e Imprensa
  imprimir imprimir
São Paulo, 21 de setembro de 2012

A Cidade » Políticos têm placas destruídas em Ribeirão Preto
Acontece Botucatu » Lodo de esgoto é tema de Seminário em Botucatu
  » Carnabotuca promete agitar a região em sua 12º edição
  » Curso de Medicina de Botucatu é considerado excelente
Administradores » O Estado e a Modernidade No Século XXI: Uma Análise Do Modelo de Estado e das Políticas
Agroin Comunicação » Roberto Rodrigues é nomeado Embaixador Especial da FAO
Agrolink » Conexão Agrícola – Implantação de agricultura em áreas novas
Brasil Fashion » Pesquisa da Unesp melhora estabilidade do açafrão da terra
Brazil Press » CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DA PRÓXIMA SEMANA (24 A 28/9) DO MUSEU ÍNDIA VANUÍRE
Clic News » Museu Índia Vanuíre lança projeto de acessibilidade durante 6ª Primavera dos Museus
  » Confira a programação da próxima semana (24 a 28/9) do Museu Índia Vanuíre
Comunique-se » Museu Índia Vanuíre lança projeto de acessibilidade durante 6ª Primavera dos Museus
CruzeiroNet » Feira de Profissões
Diário da Franca » Fatec inscreve até hoje para isenção no vestibular
Diário do Comércio » Programas de Primavera
Difundir » EMCANTAR participa do VIII Encontro Regional Sudeste da ABEM
  » Alunos da EMEB Paulo Freire fazem passeata de conscientização
Esteta » Instituto de Artes promove duplo espetáculo de dança: Programação inclui apresentações do IAdança e da São Paulo Cia de Dança
  » Museu Índia Vanuíre lança projeto de acessibilidade durante 6ª Primavera dos Museus
Governo do Estado de S. Paulo » Unesp organiza Workshop de Diplomacia Comercial do Etanol
Guia Rio Claro » Fala Candidato! – Bate-Papo com os jovens
JB Online » Morador acha fóssil de baleia de 6 mil anos no litoral de SP 
Jornal Cidade » Começa colocação de massa asfáltica no anel viário da Unesp
Jornal Diário » Deputado Abelardo Camarinha destina R$ 1 milhão à Famema
  » Funcionários e alunos elegem nova diretoria da Unesp
Jornal da Manhã » PROGRAMAÇÃO DESTA QUINTA 20
  » Colóquio em Marília aborda bibliotecas no Brasil e França
Jornal de Jundiaí » Mercadante visita a região
Jornow » EMCANTAR participa do VIII Encontro Regional Sudeste da ABEM
  » Alunos da EMEB Paulo Freire fazem passeata de conscientização
Maxpress Net » Consulta para novo reitor e vice da Unesp: Durigan e Marilza obtêm 90% da votação
  » Museu Índia Vanuíre lança projeto de acessibilidade durante 6ª Primavera dos Museus
  » Clube da Fibra 2012 reúne especialistas e produtores para debater o papel do Brasil nas Cadeias Agrícolas Mundiais
  » Confira a programação da próxima semana (24 a 28/9) do Museu Índia Vanuíre
Midia News » MEC quer melhorar fiscalização de faculdades particulares
  » Abertas inscrições para o 2º Seminário de Educação Física
O Documento » Abertas as inscrições para 2º Seminário de Educação Física
Perfil News » UEMS abre inscrição para mestrado em Agronomia com parceria da Embrapa
Porto Gente » As expectativas e especulações do novo regulamento dos portos
RádioWebMS » OUÇA: Atividades físicas ajudam a retardar efeitos do mal de alzheimer
Refrescante » Consulta para novo reitor e vice da Unesp: Durigan e Marilza obtêm 90% da votação
  » Unesp seleciona docente para Câmpus de Presidente Prudente
  » Inscrições para o vestibular dos cursos de graduação a distância da UFSCar podem ser feitas até segunda-feira
  » Museu Índia Vanuíre lança projeto de acessibilidade durante 6ª Primavera dos Museus
  » Confira a programação da próxima semana (24 a 28/9) do Museu Índia Vanuíre
Revista Incorporativa » Museu Índia Vanuíre lança projeto de acessibilidade durante 6ª Primavera dos Museus
Sim News » Suco de laranja ajuda a diminuir o colesterol ruim, aponta pesquisa
Sua Cidade » Bauru: Secretaria do Meio Ambiente abre nesta segunda-feira inscrições para Curso de Poda
  » Ribeirão Preto: Divisão de Controle de Zoonoses promove treinamento sobre manejo e identificação de morcegos
Terra » Proteção para computadores baseia-se em imunologia humana
  » Morador acha fóssil de baleia de 6 mil anos no litoral de SP






























A Cidade
21/09/2012
Políticos têm placas destruídas em Ribeirão Preto
Unesp citada

"Cientista político ouvido por A Cidade suspeita que caso reflete revolta e descrença em políticos

Wesley Alcântara


Além da briga acirrada por votos, os candidatos a prefeito e a vereador de Ribeirão Preto enfrentam um outro adversário: os atos de vandalismo contra placas e banners de campanha.

As placas são destruídas, pichadas e até furtadas das áreas particulares onde foram colocadas. Para os candidatos a vereador, a suspeita é do envolvimento direto de adversários, que buscam tirar a visibilidade dos eleitores.

Concorrendo ao Palácio Rio Branco pela terceira vez, o tucano Duarte Nogueira teve 20% dos 120 painéis instalados danificados nos últimos dias. Segundo a assessoria do candidato, os materiais publicitários estão sendo substituídos em várias partes da cidade.

O petista João Gandini também passou a ser vítima de vândalos nesta primeira eleição que concorre.Segundo o vice-presidente do partido, Ricardo Sobral, os pedidos de reposição das placas são frequentes. ""Entretanto, em índice bem menor na comparação com as eleições passadas, quando uma equipe reservava até 20% de seu tempo para a reposição dos materiais"".

Pessoas ligadas às legendas coligadas ao PSD, da prefeita Dárcy Vera, que busca a reeleição, confirma que placas também foram destruídas nos últimos dias. Procurado pelo A Cidade, o partido diz, por meio da assessoria, não ter levantamento sobre o caso.

Revolta do eleitorado

O cientista político da Unesp Maximiliano Martin Vicente acredita que os atos pode refletir sentimento de revolta contra o candidato e até a descrença na política por parte de um grupo de eleitores. ""Ao destruir uma placa, o eleitor demonstra um sentimento de raiva, de não gostar nem querer que um candidato seja eleito"", afirma.

Vicente diz que a polícia deve entrar no caso para investigar. ""É um ato de violência ocorrendo pela cidade em um período eleitoral. Essa atitude vai contra a liberdade de expressão assegurada pela Constituição.""

Candidatos suspeitam de adversários

Concorrendo a uma vaga na Câmara, o empresário Elizeu Rocha (PP) teve uma placa rasgada e outras quatro furtadas nos últimos dias. ""Eu acredito que seja ação de adversários incomodados com a minha campanha. Na eleição passada, fui quinto colocado nas zonas Leste e Sul.""

O candidato descarta que seja uma retaliação por pertencer a um partido coligado ao da prefeita Dárcy Vera (PSD). Também concorrendo ao Legislativo, uma ex-assessora de Dárcy teve anteontem uma placa destruída na rua José Bonifácio. ""É uma falta de respeito. Acredito que sejam adversários.""

Já o vereador Maurílio Romano, que é presidente do PP e busca a reeleição, também teve pelo menos cinco placas destruídas por vândalos, desde o início da campanha. Ele não quis falar sobre o assunto.

"

[voltar ao índice]







Acontece Botucatu
21/09/2012
Lodo de esgoto é tema de Seminário em Botucatu
Unesp citada

"No dia 25 de setembro, acontece na Fazenda Experimental Lageado, em Botucatu/SP, a primeira edição do Seminário de Compostagem de Lodo de Esgoto, realizado pela Sabesp, Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA) da Unesp e Fudação de Estudos e Pesquisa Agrícolas e Florestais (Fepaf).

O evento tem o objetivo de debater a situação do lodo de esgoto gerado pelas ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) no estado de São Paulo, e a possibilidade técnica e ambiental de transformação desse resíduo através da compostagem para posterior uso agrícola.

O Seminário terá a participação de representantes da Sabesp, geradora do lodo e interessada em dar outra destinação a esse material para evitar seu depósito em aterros sanitários; da Unesp, que reúne a competência para a adequação da técnica de compostagem para transformação do lodo em adubo orgânico e da Cetesb, órgão que desenvolve e acompanha a execução das políticas públicas ambientais e de desenvolvimento sustentável no Estado de São Paulo. “As prefeituras municipais, através de suas secretarias especificas também serão chamadas a participar devido ao compromisso com o desenvolvimento sustentável local”, afirma o professor Roberto Lyra Villas-Bôas, coordenador do evento.

O superintendente da Unidade de Negócio Médio Tietê da Sabesp, engenheiro Mário Eduardo Pardini Affonseca, ressaltou a importância do evento e da colaboração entra as instituições realizadoras. “Além de promover a troca de conhecimento, experiências e o intercâmbio entre pesquisadores e profissionais da área, o Seminário vai contribuir para o desenvolvimento de novas práticas e tecnologias em prol de saneamento ambiental e da sociedade”.

Programação

A programação do Seminário será dividida em três painéis, seguidos de debates entre os presentes. No primeiro painel, o professor Villas-Bôas trata da compostagem, o processo de transformação do resíduo orgânico em fertilizante. O segundo painel tem como tema “Reúso agronômico de lodos de esgotos”, com Fernando Lourenço de Oliveira, superintendente de Gestão e Desenvolvimento Operacional de Sistemas Regionais da Sabesp.

O painel que encerra o evento será apresentado por Fernando Carvalho de Oliveira, diretor da empresa Biossolo Agricultura e Ambiente Ltda e responsável técnico pela plantas de compostagem de lodo de esgotos da ETE de Jundiaí (SP), da Citrovita Agroindustrial Ltda em Catanduva (SP) e da Sucocítrico Cutrale Ltda em Uchoa (SP). Seu tema será “Reciclagem de lodo de esgoto na agricultura: de resíduo a produto. Um breve histórico dos aspectos legais e um convite a reflexão”.

O Seminário de Compostagem de Lodo de Esgoto é voltado para pesquisadores da área de resíduos, estudantes de graduação e pós-graduação, profissionais liberais e empresas prestadoras de serviço na área de compostagem, prefeituras municipais, técnicos da área ambiental e técnicos da SABESP envolvidos nas ETEs. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através da área de eventos do site www.fepaf.org.br. As vagas são limitadas.

Assessoria de Imprensa:
Faculdade de Ciências Agronômicas da Unesp - câmpus de Botucatu/SP
Fundação de Estudos e Pesquisas Agrícolas e Florestais - Fepaf

"

[voltar ao índice]







Acontece Botucatu
21/09/2012
Carnabotuca promete agitar a região em sua 12º edição
Unesp citada

Já está tudo delineado para a realização do Carnabotuca 2012 que entra em sua 12ª edição e é um dos eventos mais concorridos e esperados de toda a região de Botucatu. A realização é da AG Fest e o evento acontece na quadra central da Associação Atlética Botucatuense (AAB), dia 20 de outubro com os portões sendo abertos a partir das 22 horas.

Os empresários da AG Fest, Gustavo Aguiar e Alexandre Haddad, revelam que cada detalhe da festa está sendo planejado para que a Cidade tenha mais um grande evento, com uma gama diversificada de atrações. Estarão prestigiando o Carnabotuca 2012, a panicat Babi Rossi, do Pânico na Band, alem dos cantores Lucas Ferreira e Tati Romero. A área Vip terá Open Bar, com 51 Ice, Itaipava, vodka, água e refrigerante. Os vip’s também terão direito ao abadá.

“Mais uma vez trabalhamos o ano todo para fazermos uma grande festa. O Carnabotuca tem muita projeção e trazemos sempre atrações de sucesso”, comenta Aguiar. Convites estão à venda e lojas autorizadas. Para maiores informações, o telefone é 3882-1866 ou o site www.carnabotuca.com.br

Vale lembrar que o Carnabotuca, micareta que hoje pertence ao calendário oficial da cidade de Botucatu e calendário oficial do turismo do Estado de São Paulo, teve início no ano de 2000, com a união de todos diretórios Acadêmicos da Unesp e Faculdades da Região.

“Foi numa quinta-feira que tudo começou, mais de 2.000 pessoas lotaram as dependências de um clube da cidade, dando início a um projeto sólido que nos anos a seguir só veio a crescer”, frisa Aguiar, lembrando que na época, a micareta era pouco difundida na região. “Iniciamos um projeto consistente, com base, fizemos do Carnabotuca ser conhecido pelo nome, pela tradição da festa, pela paquera, gente bonita, foliões vindo de toda região centro oeste e Estado de São Paulo”, acrescenta.

Alexandre Haddad complementa: “O evento é só um dia, então venham para curtir a cidade de Botucatu referência do eco-turismo em todo estado, com cascatas, mirantes, trilhas, muita energia para queimar numa cidade eleita uma das melhores do país em qualidade de vida”.



[voltar ao índice]







Acontece Botucatu
21/09/2012
Curso de Medicina de Botucatu é considerado excelente
Unesp citada

"Por mais um ano consecutivo o curso de Medicina da Faculdade de Medicina de Botucatu/Unesp (FMB) foi considerado nível “5 estrelas” pelo Guia do Estudante, da Editora Abril. Nesta 21ª edição do Guia do Estudante, 43 cursos da Unesp receberam 5 estrelas; 51 obtiveram 4 estrelas e 11 foram contemplados com 3 estrelas. Em relação a 2011, o desempenho é positivo, pois, naquele ano, o número de cursos estrelados foi, respectivamente, 35, 50 e 17.

O curso de Medicina da Unesp é considerado “excelente” pelo segundo ano consecutivo. No entanto, já obteve esse reconhecimento, recentemente, em 2011 e 2007. O Guia do Estudante é uma das maiores publicações voltadas à educação e ensino superior do país. O curso de Enfermagem, oferecido pela FMB/Unesp, obteve 4 estrelas em 2012.

Para a qualificação, os respectivos coordenadores de curso são contatados, por e-mail e telefone, e preenchem um questionário, também eletrônico, com dados específicos sobre o curso, como titulação do corpo docente e produção científica. Somente no vestibular 2012, mais de 15.300 candidatos disputaram 90 vagas para Medicina, o que gerou concorrência de 170,9 c/v. O curso de Enfermagem registrou mais de 600 postulantes a 30 vagas oferecidas, com 20,2 c/v.

Guia do Estudante

O Guia do Estudante nasceu em 1984, como uma edição especial do Almanaque Abril. A proposta se mantém atual: orientar o vestibulando sobre o que e onde estudar, trazer informações atualizadas sobre o mercado de trabalho e as novas profissões e ainda orientar sobre pós-graduação, bolsas de estudo e reunir a lista com o nome e o endereço das faculdades e universidades do país.

Fonte: Leandro Rocha
Assessoria de Comunicação e Imprensa da FMB

"

[voltar ao índice]







Administradores
21/09/2012
O Estado e a Modernidade No Século XXI: Uma Análise Do Modelo de Estado e das Políticas


"Artigo publicado em Carderno de Direito (https://www.metodista.br/revistas/revistas-unimep/index.php/direito.) 20/09/2012.O presente artigo objetiva estudar qual o modelo de Estado mais adequado para suprir as necessidades da sociedade civil e das políticas públicas sociais.

INTRODUÇÃO

O presente artigo versa sobre a busca do modelo ideal de Estado para suprir as necessidades dos cidadãos e dar conta das políticas públicas sociais na sociedade contemporânea. Num primeiro momento, procura-se contextualizar historicamente os modelos de Estado e num segundo momento abrange os conceitos tais como: modernidade, espaços públicos, sociedade civil e cidadania. Neste sentido, faz-se necessário analisar o conceito de movimentos sociais que dão suporte para a participação cidadã no Estado Social e Democrático de Direito no Brasil.
No Brasil, os contextos político, econômico e social impõem transformações macro-institucionais, que afetam o papel do Estado. Cada um destes elementos supramencionados, por sua vez, exige significativas transformações nas instituições públicas, posto que comprometam o Poder Executivo do Estado brasileiro.
Vale ressaltar a importância das políticas públicas, inseridas neste contexto, principalmente porque significam construções participativas de uma coletividade que visam à garantia dos direitos sociais dos cidadãos que compõem a sociedade humana. Esse é um princípio democrático fundamental. A Carta Magna de 1988 nos coloca diante desse desafio. Para elas, o atual deslocamento das responsabilidades do Estado para o setor privado tem ameaçado esse direito conquistado no nosso país. Desta forma, percebe-se que ao tomar para si a responsabilidade pela formulação e execução das políticas econômica e social, tornou-se como uma arena de lutas por acesso à riqueza social, uma vez que as políticas públicas envolvem conflitos de interesses entre camadas e classes sociais e as respostas do Estado para essas questões podem atender a interesses de um em detrimento do outro.

1 O ESTADO E MODERNIDADE: CONTEXTO HISTÓRICO

Sob o viés histórico, afirma-se que desde o início da modernidade, com a modelação de Estado e de soberania, sob o paradigma contratualista, criaram-se novas teorias que deram início a um processo de flexibilização dos conceitos de soberania e da concepção do ""poder"". Isto significou um impulso para outras teorias, servindo como um dos fundamentos para a Revolução Francesa e base atual da democracia. Sabe-se que através das lutas burguesas surgiram as concepções de democracia e cidadania, com o respaldo do espírito de igualdade e a liberdade dos filósofos modernos.
Observa-se, a partir dos séculos XV e XVII, o surgimento do Estado Nacional Absolutista. Sabe-se que o absolutismo é uma forma de Estado feudal e que este só foi superado pelas revoluções burguesas, marcado por um forte período de transição. Este modelo de Estado não representava apenas o poder de uma classe, mas de pelo menos duas: a nobreza e a burguesia. Percebe-se de um lado o feudalismo com as relações sociais de cunho aristocrático e em declínio, de outro a burguesia impulsionada pelo desenvolvimento técnico passa a romper com as fronteiras internas do comércio. No que toca a estrutura do poder político da época, procurou-se manter os privilégios aristocráticos mediante a constituição de um estamento burocrático no aparelho do Estado, e ao mesmo tempo promover o desenvolvimento do capital comercial e manufatureiro, posto que controlado pelo Estado. (GIDDENS, 2001, p.109).
Notadamente, a burguesia, no final do século XVII e especialmente no século XVIII, ambicionava sua maior participação no poder e advogava a máxima racionalização e delimitação legal da autoridade. Sendo assim, depois de um Estado baseado no feudalismo, temos o Estado de modelo liberal fundado na oposição entre Estado e sociedade civil, surge posteriormente o modelo de Estado moderno.
No tocante ao Estado Liberal, este surgiu no século XIX como uma reação ao Estado Absolutista do século XVIII, caracterizado pela preocupação essencialmente de que todos usufruíssem os mesmos direitos e das mesmas obrigações, não se importando saber o que realmente era possível para cada um exercer os direitos e cumprir suas obrigações. Já para Berman (1986, p.28) o século XIX é marcado por uma nova paisagem urbana, industrial, das comunicações, dos Estados Nacionais, dos movimentos sociais e da devastação. O autor com base em Nietzsche e Marx, busca compreender o complexo e rico modernismo do século XIX e ""as unidades que alimentam sua multiplicidade"".
Conforme Berman (1986, p.25) a modernidade pode ser entendida em três fases. Num primeiro momento vai do início do século XVI ao fim do século XVIII, sendo o início da experiência moderna, pouco definida. Num segundo momento, percebe-se um clima revolucionário de 1790 até a Revolução Francesa, onde se partilha o sentimento revolucionário e se forma um moderno público, onde as transformações se dão em todos os níveis da vida. No terceiro momento, percebe-se neste cenário a idéia de modernismo e modernização que se expande para o mundo e a cultura do modernismo domina a arte e no pensamento da época. Em que se pese, o autor chama a atenção que na atualidade, perde-se facilmente o contato com as raízes da modernidade.
Para Berman (1986, p.35) não sabemos usar o chamado modernismo, porque perdemos ""a conexão entre nossa cultura e nossa vida"". Para o autor deixamos de nos reconhecer como atores da arte e pensamento de nossa época, de apreender a vida moderna. É como se o pensamento sobre a modernidade estivesse estagnado.
Vale citar Jean Jacques Rousseau, que trata da democracia participativa, das vitais tradições modernas e experimenta a vida cotidiana de intensas transformações, novas experiências. Mais adiante, aborda-se sobre as principais contribuições de Rousseau para a modernidade.
Logo depois do Estado de modelo Liberal (Estado-Nação), fundado na oposição entre o Estado e sociedade civil, surge o modelo de Estado moderno, marcado pelo positivismo. No que se refere ao modelo positivista, o cidadão é considerado um sujeito de direito, tendo em vista que a proteção legal da propriedade é uma das decorrências do princípio da igualdade (perante a lei).
Encontra-se nos fins do século XIX o liberalismo econômico que veio caracterizar o Estado Liberal. Com o advento do industrialismo, dos transportes, das comunicações, do comércio, a complexidade da vida social, os Estados modernos foram gradualmente absorvendo o indivíduo, entrosando-o na sua engrenagem cada vez mais vasta e complicada.
Durante este período, houve um grande incremento nas revoluções capitalistas, pois o volume do comércio internacional foi fortemente multiplicado. Entende-se que a Revolução Industrial promoveu um desenvolvimento tecnológico muito expressivo, assim como a produção de riquezas. Desta maneira, observa-se nos discursos desta época a selvagem e cruel e exclusão social da classe operária, sendo esta um ator político que contribuiu para todo o processo econômico atingido. Compreende-se que o sofrimento e a deteriorização humana que foi submetida à classe trabalhadora teve a completa omissão do Estado, principalmente no atendimento das necessidades mais básicas.
Neste contexto, busca-se entender o que é ser moderno. Para Marshall Barman (1986), entende-se o conceito de ser moderno:
""(...) O argumento essencial de Berman começa da seguinte maneira: Há um modo de experiência do espaço e do tempo, de si mesmo e dos outros, das possibilidades e perigos da vida – que é hoje em dia compartilhado por homens e mulheres em toda parte do mundo. Chamarei a este corpo de experiência da modernidade. Ser moderno é encontrarmo-nos em um meio-ambiente que nos promete aventura, poder, alegria, crescimento, transformação de nós mesmos e do mundo – e que, ao mesmo tempo ameaça destruir tudo o que temos tudo o que conhecemos tudo o que somos. Ambientes e experiências modernos atravessam todas as fronteiras de geografia e de etnias, de classe e nacionalidade, de religião e ideologia: neste sentido, pode-se dizer que a modernidade une todo o gênero humano.
Mas é uma unidade paradoxal, uma unidade desunidade: envolve-nos a todos num redemoinho perpétuo de desintegração e renovação, de luta e contradição, de ambigüidade e angústia. ""Ser moderno é ser parte de um universo em que como disse Marx, tudo o que é sólido se volatiliza.""

Pensando no que é ser moderno atualmente, descobre-se que existem várias lacunas no Estado advindas do capitalismo. Neste sentido, busca-se relacionar esse conceito com o que entendemos por Estado Social e suas deficiências advindas do capitalismo.
Já no que se refere à contemporaneidade, Giorgio Agamben (2009, p.59) expõe:
A contemporaneidade, portanto, é singular relação com o próprio tempo, que adere a este e, ao mesmo tempo, dele torna distâncias; mais precisamente, essa é a relação com o tempo que a este adere através de uma dissociação e um anacronismo. Aqueles que coincidem muito plenamente com a época, que em todos os aspectos a esta aderem perfeitamente, não são contemporâneos porque, exatamente por isso, não conseguem vê-la, não podem manter fixo o olhar sobre ela.

Entende-se que ser contemporâneo é não aderir completamente todos os aspectos de sua época, pois não conseguem percebê-la, vê-la. É necessário pensar diferentemente para que possa perceber melhor suas características singulares e próprias.
Neste cenário, vale ressaltar que chamado o Estado Social nasce como uma reformulação do próprio capitalismo, partindo do esgotamento do modelo liberal, onde os direitos sociais e de participação política assumem a condição de direitos fundamentais através do Estado: os de liberdade, por exemplo, são considerados como direitos naturais da própria condição humana e se revelaram incapazes de controlar os conflitos no meio social. Assim, procurou-se construir um novo Estado que defende as liberdades fundamentais e impunha, através da Constituição, o papel de assistência dos desfavorecidos e serve também de alavanca que impulsiona a economia. (GIDDENS, 1996).
É importante ressaltar aqui, a proposta da Terceira Via do autor Anthony Giddens (1996, p.93) em resposta ou alternativa para a crise do Estado de Bem-estar, pois faz um paralelo entre social-democracia, neoliberalismo e terceira via. A terceira via é uma nova maneira de enfrentar as adversidades vividas pela crise do Welfare State. Os princípios da terceira via segundo Giddens são: a igualdade; proteção aos vulneráveis; liberdade como autonomia; não direitos sem responsabilidades; não há autoridade sem democracia; pluralismo e conservadorismo filosófico. Esses princípios norteiam a ação política da terceira via como resposta aos desafios impostos pela modernização, pela globalização, além das transformações no relacionamento com a natureza. Trata-se de preservar a social-democracia. Verifica-se a preocupação com a igualdade, a justiça social e proteção aos mais necessitados, dando ênfase às responsabilidades sociais. (GIDDENS 2000:76).
Sob outra ótica, observa-se a reforma do Estado da terceira via, Giddens (2000, p.80) comenta que o essencial é o aprofundamento da democracia e o fortalecimento das parcerias com a sociedade civil para o desenvolvimento da comunidade, o desenvolvimento do terceiro setor, no fortalecimento da solidariedade comunitária e da família. Giddens (2000, p.81) assinala dez seguintes pontos importantes: o centro radical; o novo Estado democrático e sem inimigos; a sociedade civil ativa; a família democrática; a nova economia mista, que prevê um equilíbrio no aspecto econômico e não-econômico na vida da sociedade; a igualdade como inclusão; o Welfare positivo e o Estado do investimento social; a nação cosmopolita e a democracia cosmopolita.
No Brasil, não podemos falar de uma crise do Welfare State, pois nunca o alcançamos de maneira plena. Enfrentou-se uma forte crise do Estado, que se agravou ao final do período militar, em virtude do esgotamento do modelo desenvolvimentista e centralizado do Estado. A idéia de um Welfare State no Brasil foi vista por alguns autores como um modelo de Estado de Mal-Estar Social. Entende-se que tivemos um frágil sistema de proteção social.
Conforme Ellen Meiksins Wood, na obra intitulada ""Modernidade, Pós-Modernidade ou Capitalismo"" (s/d, p.27):
Desde o início dos anos 70, supostamente temos vivido em uma nova época histórica. Tal época tem sido descrita de várias maneiras. Alguns relatos enfatizam as mudanças culturais (pós-modernismo), enquanto outros priorizam as transformações econômicas, as mudanças na produção e no mercado, ou na organização corporativa e financeira (último capitalismo, capitalismo multinacional, acumulação flexível e assim por diante). Essas descrições tem em comum a preocupação com as novas tecnologias, as novas formas de comunicação, a Internet, a informação ""super-rápida"". Para além de qualquer outra coisa, trata-se sempre disto, da ""era da informação"". Quaisquer outros fatores que possam configurar esta época de mudanças terão sempre nas novas tecnologias sua condição indispensável. Todos esses fatores – culturais e econômicos juntamente com seus fundamentos tecnológicos – foram agrupados sob o conceito de ""pós-modernidade"" e sob a perspectiva de que, nas últimas duas ou três décadas, temos testemunhado uma transição histórica, a da ""modernidade"" para a ""pós-modernidade"".

Para Wood (s/d, p.29), o pós-modernismo percebe o mundo como essencialmente fragmentado e indeterminado:
(...) rejeita qualquer discurso totalizante, qualquer assim chamada 'metanarrativa', teorias abrangentes e universalizantes sobre o mundo e a história. Rejeita também qualquer projeto político universal, mesmo projetos emancipatórios universais- em outras palavras, defende projetos de lutas particularizadas e não mais a luta para uma ""emancipação humana"" atual.
(...) é preciso ressaltar é que a modernidade aparece identificada com o capitalismo. Esta identificação pode parecer bastante inócua, mas eu gostaria de argumentar que se trata de um erro fundamental e que o assim chamado projeto a modernidade tem pouco a ver com o capitalismo.

Para a autora, o conceito de modernidade é comumente visto pelas lentes padronizadas que toma ""o capitalismo como algo natural, do resultado necessário de tendências já existentes, mesmo de leis naturais, e que se efetivam quando e onde surge oportunidade"". (WOOD, s/d, p.31).
No cenário brasileiro, sabe-se que a partir de 1985, percebem-se as transformações no padrão de política social. As novas características podem ser elencadas da seguinte forma: o político-institucional (descentralização político administrativa), o social (elevação do grau de participação popular em diferentes níveis do processo de decisão, elaboração e implementação das políticas) e o da relação entre Estado, setor privado lucrativo e setor privado não-lucrativo.
Observa-se um novo relacionamento entre Estado setor privado lucrativo e setor privado não-lucrativo. Trata-se de uma mudança nos modos de produzir e distribuir os bens e serviços sociais. Percebem-se novas formas de solidariedade social ocupam o espaço onde anteriormente predominavam o Estado e o mercado. Tem-se novas formas de produção, a revolução tecnológica e a redução do trabalho traz como uma das conseqüências, a crise dos direitos sociais.
No tocante aos limites dos sistemas de proteção social, o Estado de Estar Social não foram ""desenhados e nem capacitados"" para enfrentar a situação atual brasileira de acelerada redução de trabalho. São impactos sociais negativos das políticas de estabilização, reestruturação produtiva e integração competitiva internacionais e, portanto buscam-se as novas exigências direcionadas às políticas sociais, que assumem novas posturas.
Contudo, verifica-se que o papel dos governos e das administrações públicas já não se resume mais proteger de forma paternalista a economia nacional. Com mercado globalizado e competitivo, resta ao Estado o papel de agente catalisador das forças produtivas, desenvolvendo políticas de incentivo à produção, á inovação tecnológica, á exportação. Tornam-se fundamentais as relações mais 'democráticas transparentes e participativas' entre o governo e os cidadãos, como entre a administração e o administrado, sendo requisitos para a eficiência das políticas públicas. (GOHN, 2005).
Percebe-se, a importância das políticas públicas, inseridas neste contexto, pois elas significam construções participativas de uma coletividade que visam à garantia dos direitos sociais dos cidadãos que compõem a sociedade humana. Esse é um princípio democrático fundamental. A Constituição de 1988 nos coloca diante desse desafio. Para elas, o atual deslocamento das responsabilidades do Estado para o setor privado tem ameaçado esse direito conquistado no nosso país. Desta forma, percebe-se que ao tomar para si a responsabilidade pela formulação e execução das políticas econômica e social, tornou-se como uma arena de lutas por acesso à riqueza social, uma vez que as políticas públicas envolvem conflitos de interesses entre camadas e classes sociais e as respostas do Estado para essas questões podem atender a interesses de um detrimento do outro. (MEKSENAS, 2002).
Conforme Meksenas (2002) entende-se que vivemos uma democracia deficitária no que tange á garantia de igualdade de condições para o exercício de uma cidadania plena e uma inércia na prestação de serviços básicos e a ausência de canais para a expressão de direitos elementares.
Conforme Habermas (1986) o Estado precisa ser democratizado de maneira intensa, ágil e flexível, precisa se impor com soberania na nova estrutura da economia mundial, regular democraticamente a economia, coordenar o desenvolvimento e desenhar políticas sociais ativas, agressivas e radicais. Entende-se que o Estado precisa ser radicalmente democratizado, construir um aparato burocrático capaz de produzir inovação organizacional e gerencial permanente, coordenar e planejar atuar de modo descentralizado e estimular a gestão governamental, encontrar formas de se refinanciar, de se fortalecer e de ser novamente legitimado.
Conforme Torres (2004, p. 27), entende-se que o crescimento da burocracia pública é causa direta dos avanços democráticos experimentados pelo mundo ocidental, de forma intensa a partir do século XX. Por outro lado, verifica-se que a conquista dos direitos civis e políticos não implicou no aumento do aparelho estatal, que permaneceu 'enxuto' e restrito nos séculos XVIII e XIX, a conquista dos direitos sociais exigiu uma reformulação que implicou um intenso aumento da atuação da administração pública, que passa a atender ás demandas de políticas públicas de inclusão social.
Em que se pese, Meksenas (2002, p.125), chama a atenção para as chamadas formas históricas, que prevalecem as relações sociais de produção capitalista, as concepções e teorizações e práticas individuais e coletivas, os valores e as representações, que se mostram distorcidos e dicotomizados. Os chamados espaços sociais recebem designações de ""regulação social e emancipação social"".
No tocante à regulação social e emancipação social, o autor supracitado afirma que elas são apontadas na análise do capitalismo que ""é engendrado num duplo movimento: a produção gera a sua reprodução do mesmo modo que a reprodução implica na produção"". (MEKSENAS, 2002, p.126).
No tocante ao conceito de sociedade civil, destaca-se que para Habermas (1997) na obra intitulada ""Direito e Democracia"", a sua definição busca complementar a noção do espaço público.
Conforme expõe Meksenas (2002, p.139):
(...) o núcleo institucional da sociedade civil é formado por associações e organizações livres, isto é, autônomas, frente ao Estado e ao mercado. Vale lembrar que autônomo para Habermas não significa livre da relação com o Estado e com o mercado; autônomas são associações e organizações capazes de criticar o Estado e o mercado. A sociedade civil institucionaliza os discursos tematizados na esfera pública e os potencializa como questões de interesse geral, capazes de influenciar as ações presentes no Estado e no mercado.

Desta forma, no tópico a seguir, busca-se discutir a importância dos movimentos sociais na sociedade civil na contemporaneidade.

2 O PAPEL DOS MOVIMENTOS SOCIAIS NA SOCIEDADE CIVIL ATUAL

Nas últimas décadas, a sociedade civil passou a se articular de maneira diferente na sua relação com o Estado. Temos o resgate da importância dos governos locais, a vigência de regimes mais democráticos, a valorização do processo de descentralização, novas articulações entre poder público, sociedade e atividade produtiva, a preocupação com a preservação ambiental e melhoria da qualidade de vida. Esses são elementos importantes para a construção de espaços públicos participativos.
Para Meksenas (2002, p.141):
O conceito de movimentos sociais possui dimensão histórica inerente ao capitalismo. Articulando com a teoria dos direitos e das políticas públicas, denota as faces que a sociedade civil assume ao longo do processo de regulação e de emancipação social, presente no mundo contemporâneo. As lutas por direitos e espaços de participação relacionados às políticas públicas, por outro lado, evidenciam aspectos da dinâmica dos movimentos sociais.

Entende-se que a participação popular e o aumento das capacidades e habilidades dos atores sociais, são essenciais, na busca de soluções para problemas na sociedade atual. A ação coletiva, efetivada e entendida aqui, pelos movimentos sociais, parece ser um dos caminhos a se chegar a uma maior representatividade e a uma busca por qualidades, seja ela dos mais variados âmbitos, como o educacional, saúde, lazer ou tantos outros. Partindo da análise da evolução histórica do Estado de Direito no mundo, observa-se que os diferentes modelos de Estado construídos ao longo da história moderna estão representados pelo Estado Liberal, no século XVIII, a partir da Revolução Francesa passando para o Estado Social ou Estado Providência, durante o século XIX, e posteriormente, para o de Bem-estar Social e Estado Democrático de Direito, a partir de meados do século XX.
Entende-se que o Estado se constitui por diversos atores sociais e políticos da sociedade, pelos cidadãos ativos que buscam atuar em diferentes espaços públicos de participação. Atualmente o Estado de direito se firma no papel da liberdade identificada pelos direitos fundamentais e pelos direitos humanos. Sendo assim sua constituição trás à vontade participativa de cidadãos em incrementar nos espaços públicos um ""auxilio"" ao Estado na execução de direitos fundamentais, como educação, alimentação, vestuário, proteção social a mulher, idoso, crianças e adolescentes.
O Estado Social e Democrático de Direito garante em Lei - na Constituição de 1988, a soberania, a cidadania, a dignidade da pessoa humana, os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa, o pluralismo político. Assim, como, o exercício dos direitos sociais (educação, a saúde, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à maternidade e à infância, a assistência aos desamparados) e individuais (a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça como uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos).
Desta forma, observam-se críticas ao governo brasileiro a respeito de sua atuação com políticas e ao se falar dessas problemáticas não podemos deixar de argumentar sobre a explosão dessa descentralização, seja através de ONGs, Sociedade Civil ou Terceiro Setor na atuação em projetos solidários. Sendo assim, observamos que a sociedade civil aparece com um novo foco, como se houvesse uma reviravolta, sofrendo uma crise de identidade e força política. Entende-se que de certa forma certa geografia da esquerda foi apagada, de cujos destroços surgiram movimentos que questionam a globalização neoliberal e apontam para um novo desenho ideológico, geográfico e político. No tocante ao conceito de cidadania, desde a década de 1980 vem ganhando força no pensamento social e político brasileiro. A palavra cidadania vem de transformações embutidas primeiro, por uma forma autoritária de governo e posteriormente pela redescoberta da democracia. Sendo assim, o ativismo social cresce, despertando no empresariado brasileiro sua autoconstituição de responsabilidade social.
No tocante aos projetos e as práticas engendradas pelas ONGS (organizações não-governamentais) são definidos conforme as possibilidades de manutenção da regulação social ou da sua redefinição por processos emancipatórios. Conforme Meksenas (2002, p.157) as ONGS enfatizam os laços de solidariedade sem se perder no ""assistencialismo"". Elas são capazes de promover o debate e a crítica por considerarem os princípios éticos e de valorização dos direitos civis, políticos e sociais.
Para Scherer-Warren (1995, p.167), as chamadas ONGS podem ser entendidas:
(1) Neomarxistas – organizadas com o objetivo de contribuir na educação das classes trabalhadoras, formando a consciência de lideranças políticas. Apresentam-se como órgãos consultivos, de assessoria ou apoio às centrais sindicais, partidos de esquerda e movimentos populares.
2) Neoanarquistas – concebem a emancipação social como um processo que ocorre no cotidiano; valorizam o poder local e de base, muitas vezes se confundem com os próprios movimentos sociais a que prestam assessoria.
3) Teologia da Libertação - buscam a síntese da vida ética cristã com a análise marxista da sociedade; valorizam o saber popular no sentido atribuído por Gramsci, constituindo-se em centros de informação e formação, associados às diversas pastorais da Igreja católica.
4) Articulistas – organizam projetos políticos definidos com o objetivo da expansão dos espaços democrático-populares. Aparecem como agências de mediação dos movimentos sociais como o Estado e buscam garantias à autonomia e às conquistas dos primeiros. Também realizam fóruns, conselhos e seminários como estratégia de divulgação, ampliação e politização das questões de fundo ético, sexual, ambiental, de comunicação ou social, que se transformam em temas da sociedade civil.

No tocante as quatro matrizes discursivas e ideológicas mencionadas anteriormente, tem em comum o fomento de lutas por uma sociedade futura e diferente da atual, pois buscam a realização de utopias que valorizam a democracia como síntese de uma maior igualdade econômica com a liberdade política.
Vale reforçar que as organizações não-governamentais ""estabelecem relações ambíguas, porém relações imprescindíveis com o Estado e o mercado. Possuem caráter assistencialista ou político, privatista ou social"". Meksenas (2002, p.158). O autor chama a atenção para o fato que algumas vezes as ONGS tornam-se ""apêndices do Estado ou do mercado no seio da sociedade civil e por isso se voltam aos princípios da regulação social"". Meksenas (2001, p, 158).
Neste contexto, vale citar Gohn (2005, p. 38), quando trata dos chamados novos movimentos sociais e designa:
1)Emergentes nas décadas de 1970-80; 2) independentes do poder político, ao reivindicarem a extensão dos equipamentos coletivos; 3) capazes de redefinir sua relação com o Estado, por priorizarem os direitos sociais e a participação política n processo de redemocratização da sociedade.

No tópico a seguir, destaca-se o papel das políticas públicas na atualidade e contribuição de Jean Jacques Rousseau neste contexto.

3 A IMPORTNCIA DAS POLÍTICAS PÚBLICAS E A CONTRIBUIÇÃO DE ROUSSEAU NO CENÁRIO CONTEMPORNEO

As políticas públicas são consideradas atividades típicas do Estado social de direito e conseqüência direta da necessidade de participação social em sua efetivação. A autora compreende por políticas públicas, a organização sistemática dos motivos fundamentais e dos objetivos que orientam os programas de governo relacionados à resolução de problemas sociais. (BUCCI, 2002)
As políticas públicas permitem romper com as barreiras que separam a administração pública da sociedade. Esta passa a participar da concepção, da decisão e da sua implementação. Pode-se citar as audiências públicas e as consultas públicas, como exemplos práticos da participação na elaboração das políticas públicas. Já o plebiscito administrativo, o referendo, as comissões de caráter deliberativo são exemplos da participação no processo de decisão. Exemplos de execução de políticas públicas são as comissões de usuários, a atuação de organizações sociais ou de entidades de utilidade pública e a expansão dos serviços públicos. (PEREZ, 2004)
Entende-se que a relação entre o Estado, às classes sociais e a sociedade civil, proporciona o surgimento de agentes definidores das políticas públicas. A partir do contexto da produção econômica, cultura e interesses dos grupos dominantes são construídas as políticas públicas, sua elaboração e operacionalização, de acordo com as ações institucionais e, em particular. (BONETI, 2006)
Constata-se a predominância dos interesses das elites econômicas camuflados nas diversas políticas públicas, porém com objetivos de expansão do capitalismo internacional. Utilizam-se de temas atuais como o desenvolvimento sustentável para transmitir uma imagem positiva de preocupação e engajamento no desenvolvimento social e ambiental.
Percebe-se que é inviável considerar a formulação de políticas públicas a partir somente da determinação jurídica, fundamentada em lei, como se fosse uma instituição neutra. Deve-se levar em consideração a existência da relação entre o Estado e as classes sociais, em particular entre o Estado e a classe dominante. (BONETI, 2006)
Pode-se pensar também, as políticas públicas como algo relacionado com o público, a arte ou a ciência de governar, de administrar e de organizar. A expressão 'políticas públicas' é uma ação voltada ao público e que envolve recursos públicos. Pode-se considerar, que medidas de intervenção meramente administrativas, por parte do Estado, sem mesmo envolver o orçamento público, são consideradas políticas públicas. (BONETI, 2006)
A tarefa de conceituar políticas públicas envolve certa 'complexidade' na dinâmica da sua formulação e sua operacionalização. É preciso analisar desde o surgimento da idéia, sua elaboração até o amadurecimento da mesma, sua efetivação, resultando numa ação pública.
Deve-se ir além de avaliar seus resultados em relação ao atendimento aos direitos sociais. Sabe-se que as políticas públicas envolvem a organização da sociedade civil, os interesses de classes, os partidos políticos e agentes responsáveis pela sua elaboração, operacionalização e controle.
No que se refere política pública governamental, pensa-se que sendo a política pública um processo sujeito a pressões e articulações políticas, ela pode ser entendida como uma ação intencional de Governo, instrumentalizada pelo Estado, cujo impacto está dirigido a um segmento majoritário da população, ou como um conjunto de ações (ou omissões) que manifestam determinada modalidade de intervenção do Estado, em relação a uma questão que seja de interesse para outros atores da sociedade civil.
É interessante, aclarar uma distinção entre políticas de Estado e políticas de Governo. Entendemos como políticas de Estado, determinadas idéias e princípios que se caracterizam pelo seu caráter de permanência, da legimitidade junto à sociedade e junto à burocracia e pela sua materialização em textos legais e em instituições específicas.
Abaixo des"

[voltar ao índice]







Agroin Comunicação
21/09/2012
Roberto Rodrigues é nomeado Embaixador Especial da FAO
Unesp citada

<span class="clipping-grifoCitada">Unesp - 2012-09-21 14:16:19

Honraria foi entregue em Roma no Ano Internacional das Cooperativas

Professor aposentado da Unesp de Jaboticabal e Coordenador do Centro de Agronegócios da Fundação Getulio Vargas, Roberto Rodrigues é nomeado Embaixador Especial da FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura) para o Ano Internacional das Cooperativas.

Esta honra é um reconhecimento por sua dedicação em promover o movimento Cooperativista, já que foi Presidente da Organização das Cooperativas Brasileiras, do Comitê Mundial de Cooperativas Agrícolas e da Aliança Cooperativa Internacional (órgão centenário que congrega 800 milhões de pessoas em todo o mundo, por meio de 250 organizações nacionais de cooperativas, representando uma centena de países).

Como Embaixador Especial da FAO, seu compromisso será mobilizar a sociedade na busca de uma conscientização sobre a contribuição das cooperativas para o desenvolvimento socioeconômico e especialmente seu impacto na redução da pobreza, geração de empregos e na inclusão social.

A cerimônia de nomeação aconteceu em maio, na sede da FAO em Roma.




[voltar ao índice]







Agrolink
21/09/2012
Conexão Agrícola – Implantação de agricultura em áreas novas
Unesp citada

20/09/12 - 06:24
Assista no Programa Conexão Agrícola sobre implantação de agricultura em áreas novas com a especialista da Fundação MT, Lúcia Vivan, da Unesp/Ilha Solteira, Geraldo Papa, engenheiro agrônomo e gerente de produtos inseticidas da FMC, Gustavo Canato e o especialista de manejo de pragas, Mauro Braga. Confira a entrevista.

Agrolink com informações de assessoria



[voltar ao índice]







Brasil Fashion
21/09/2012
Pesquisa da Unesp melhora estabilidade do açafrão da terra
Unesp citada

"Objetivo é uso como corante natural para gerar alimentos mais saudáveis

divulgação

É fato quando dizem que a aceitação do produto alimentício está diretamente ligada à sua cor. Porém, a utilização excessiva de corantes artificiais está relacionada a alguns problemas de saúde, como alergias e distúrbios metabólicos, bem como ao impacto ambiental decorrente da síntese e uso indiscriminado de alguns desses compostos.

A utilização da microencapsulação, processo em que um ingrediente principal é revestido por uma pequena cápsula comestível, tem sido uma opção, então, aos produtores de alimentos que querem utilizar, por exemplo, alimentos com corantes naturais. É isso o que busca uma pesquisa da Unesp de São José do Rio Preto, iniciada em 2010, na qual a cúrcuma (ou açafrão da terra) - planta que possui agentes antioxidantes e propriedades funcionais importantes para nosso organismo - e seu principal componente, a curcumina, têm sido microencapsuladas para uso como corantes naturais.

A professora Vânia Regina Nicoletti Telis, coordenadora da pesquisa, explica que a técnica consiste em extrair a oleoresina da cúrcuma e criar pequenas cápsulas a partir dela. Segundo ela, esse procedimento, chamado de microencapsulação, aumenta a estabilidade do pigmento natural e a manutenção da cor dos alimentos nos quais é empregado, com a vantagem de favorecer a preservação de substâncias benéficas ao organismo.

""Há muitos estudos sobre aromas e micronutrientes encapsulados, mas a utilização da microencapsulação de corantes é um campo pouco explorado, portanto tem um vasto mercado na indústria alimentícia e farmacêutica"", acrescenta.

A cúrcuma já é bastante empregada como corante natural nos alimentos, porém ela possui limitações por ser insolúvel em fase aquosa e apresentar baixa estabilidade à luz, ao calor e à variação de pH.

""Com a microencapsulação, pretendemos encontrar alternativas para superar essas complicações, a fim de garantir a utilização da cúrcuma como corante natural nas grandes indústrias de alimentos"", afirma.

Esse alimento, segundo Vânia, principalmente por conta da presença da curcumina, possui várias propriedades farmacológicas comprovadas, incluindo atividade anti-inflamatória, antimicrobiana e anticancerígena.

Em relação ao mercado, Vânia diz que a procura por soluções como essa tem aumentado muito por parte das indústrias, já que a utilização de corantes naturais agrega valor ao produto e ainda cria uma propaganda positiva sobre a mercadoria. ""Trata-se de um fator importante no mundo atual, em que a busca por produtos considerados 'verdes' é cada vez maior"", avalia.

Além de Vânia, estão envolvidos no estudo da microencapsulação de pigmentos a pós-doutoranda Cassia Roberta Malacrida, três alunos de doutorado, dois alunos de mestrado e três de iniciação científica do curso de Engenharia de Alimentos. Um dos alunos de doutorado estuda o encapsulamento do óleo de palma, que, além de possuir boas propriedades como corante, pode auxiliar no tratamento de diabetes.

"

[voltar ao índice]







Brazil Press
21/09/2012
CONFIRA A PROGRAMAÇÃO DA PRÓXIMA SEMANA (24 A 28/9) DO MUSEU ÍNDIA VANUÍRE
Unesp citada

PROGRAMAÇÃO PERMANENTE
“Museu e Cidadania”
Data: 26/9/2012
Serão desenvolvidas atividades lúdicas e reflexivas com os internos da “Clínica Dom Bosco”, criando condições à socialização de cidadãos portadores de necessidades especiais. A atividade busca aproximar o museu do grupo e, a cada atividade, refletir a melhor forma de trabalhar o respeito à diversidade cultural, em questões que envolvem a ética e a cidadania, propondo momentos de entretenimento e aprendizagem cultural.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 15h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita

“Em Cartaz no Museu”
Data: 26/9/2012
Neste mês, o “Em Cartaz no Museu” exibe o episódio “Nossas Línguas”, da série Índios no Brasil. Produzido pelo grupo Vídeo nas Aldeias, o documentário trata a importância da língua para as comunidades indígenas, no que diz respeito à preservação de sua identidade étnica. O filme também aborda o cotidiano das populações indígenas do Brasil. Após a exibição, haverá uma roda de conversa com os participantes.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 10h e às 14h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita
Projeto “Museu e Escola Indígena”
Data: 26/9/2012
O “Museu e Escola Indígena” deste mês apresentará o trabalho desenvolvido nas visitas monitoradas, realizadas pela instituição junto aos grupos escolares, para os professores da escola estadual Indígena Índia Vanuíre. A ação tem como objetivo refletir sobre o conceito de museu e como a instituição pode atuar na construção da imagem que o brasileiro tem dos indígenas.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 16h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita

6ª PRIMAVERA DOS MUSEUS

“Potencial Educativo de um Museu”
Data: 25/9/2012
Integrar o grupo de estudantes de pedagogia das faculdades Faccat ao trabalho realizado pelo museu e habilitar os futuros professores a articularem o trabalho desenvolvido na sala de aula com as ações realizadas pela instituição. Esses são alguns dos objetivos da atividade do Museu Índia Vanuíre no dia 25 de setembro, durante a Primavera dos Museus. Com a programação a instituição espera estabelecer um plano de ações com os responsáveis pela formação dos futuros visitantes.
Local: Faculdades Faccat (Rua Cherentes, nº 36 Centro – Tupã/SP)
Horário: às 20h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita
“Leitura Interpretativa de Imagem”
Data: 26/9/2012
O Museu Índia Vanuíre promoverá uma visita orientada à exposição temporária “Amazônia Viva – Tyryetê Kaxinawá”. Na ocasião, o grupo instigará os participantes a observarem atentamente às imagens e depois pedirá para que cada um deles fale sobre o que viu. Cada um deverá apontar a imagem que mais lhe agradou e o motivo. A segunda parte da atividade consistirá numa visita orientada à exposição “Tupã Plural”. Durante o passeio, eles deverão identificar algo que se relacione diretamente com a imagem da mostra que mais gostaram. Em seguida, os participantes irão expor as relações estabelecidas entre a exposição temporária e o ambiente do museu.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 10h e às 15h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita
“Índio no Museu”
Como resposta ao esforço empreendido por comunidades indígenas de todo o país, no que diz respeito à preservação e transmissão de sua memória, o Museu Índia Vanuíre estende para além do dia 19 de abril a comemoração do Dia do Índio. Neste mês, integrando a programação da 6ª Primavera dos Museus, as atividades serão desenvolvidas em todas as quintas-feiras.
Dia: 27/9 – Bate-papo com a participação de Rosemeire Barbosa, Kaingang da T.I. Vanuíre, Arco Íris/SP.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 9h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita
Apresentação do Projeto de Acessibilidade da Exposição de Longa Duração “Tupã Plural”
O Museu Índia Vanuíre recebe em setembro um novo projeto de acessibilidade para a exposição “Tupã Plural”. O material conta com aplicativos multissensoriais compostos por maquetes táteis do edifício do museu e de uma terra indígena, réplicas de objetos tridimensionais, aplicativos multimídia para documentários, como audiodescrição e janela de Libras (Língua Brasileira dos Sinais) contemplando públicos que possuem deficiência visual, auditiva, intelectual e múltiplas deficiências. A apresentação do projeto será dividida em três etapas:
Dia: 27/9, às 10h – Atividade de capacitação para a equipe do museu.
Dia: 28/9, às 9h – Apresentação para profissionais de museus da região. Às 14h, o projeto será exibido para os profissionais que trabalhem em instituições que atendem de pessoas com deficiência.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita

“Visita Guiada”
Data: 27/9/2012
Para marcar o encerramento do curso de “Extensão Memória Histórica e Cidadania: Colonialismo e Ditaduras (Século XX e XXI)”, realizado pelo Departamento de História e Laboratório de História e Meio Ambiente da Unesp/Assis, os alunos irão fazer uma visita guiada pelo museu, seguida por uma apresentação institucional.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 14h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita
Apresentação musical do coral das Faculdades Fadap de Tupã/SP
Data: 28/9/2012
No dia 28/9, o Museu Índia Vanuíre recebe a apresentação do coral “Edelwiss” da faculdade Fadap/FAP. O grupo de aproximadamente de 30 integrantes será acompanhado por um instrumentista. De repertório eclético, o programa é composto por músicas populares, eruditas e folclóricas em várias línguas, como inglês, espanhol, italiano, latim e japonês, além do português.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 19h30
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita
Núcleo da Notícia Comunicação Corporativa:
Tel. (16) 3237-7367/68
Dayane Malta da Silva – (16) 9233-3014
dayanemalta@nucleodanoticia.com.br
Juliana Dias – (16) 9233-1823
julianadias@nucleodanoticia.com.br
André Luís Rezende – (16) 8142-4299
andreluisrezende@nucleodanoticia.com.br
www.nucleodanoticia.com.br
Secretaria de Estado da Cultura:
Renata Beltrão – (11) 2627-8164
rmbeltrao@sp.gov.br
Giulianna Correia – (11) 2627-8243
gcorreia@sp.gov.br



[voltar ao índice]







Clic News
21/09/2012
Museu Índia Vanuíre lança projeto de acessibilidade durante 6ª Primavera dos Museus
Unesp citada

Sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Aplicativos multissensoriais como maquetes táteis, réplicas de objetos tridimensionais e multimídia com audiodescrição e Libras, entre outros, integram o programa

Como parte da programação especial da 6ª Primavera dos Museus, promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), durante o mês de setembro, o Museu Índia Vanuíre, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, administrada em convênio com a ACAM Portinari, em Tupã, lançará o seu projeto de acessibilidade para a exposição “Tupã Plural”.
O material, que conta com aplicativos multissensoriais compostos por maquetes táteis do edifício do museu e de uma terra indígena, réplicas tridimensionais de objetos da exposição, aplicativos multimídia para documentários com audiodescrição e janela de Libras (Língua Brasileira dos Sinais), contempla os públicos que possuem deficiência visual, auditiva, intelectual ou múltiplas deficiências.
A apresentação do material será dividida em três etapas. A primeira, que acontece no dia 27 de setembro (quinta-feira), visa capacitar a equipe do museu. As outras duas , que acontecem no dia 28/8 (sexta-feira), apresentarão o material para profissionais de instituições que atendem pessoas com deficiências e especialistas de museus da região.
A programação do evento traz, ainda, atividades voltadas ao público universitário. No dia 25/9, o potencial educativo do museu será debatido com os alunos de pedagogia da Faccat (Faculdade de Ciências Contábeis e de Administração de Empresas), às 20h. Já no dia 27/9, os alunos do curso de extensão da Unesp (Universidade Estadual Paulista) participarão de uma visita guiada ao museu.
Para encerrar, no dia 28/8, o público poderá conferir o coral da Fadap (Faculdade de Direito da Alta Paulista), que se apresenta no auditório do museu, às 19h30.
O Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre está localizado na Rua Coroados, nº 521, Centro. Outras informações podem ser obtidas por telefone (14) 3491-2333 ou pelo site: www.museuindiavanuire.org.br
Núcleo da Notícia Comunicação Corporativa:
Tel. (16) 3237-7367/68
Dayane Malta da Silva – (16) 9233-3014
dayanemalta@nucleodanoticia.com.br
Juliana Dias - (16) 9233-1823
julianadias@nucleodanoticia.com.br
André Luís Rezende – (16) 8142-4299
andreluisrezende@nucleodanoticia.com.br
www.nucleodanoticia.com.br
Secretaria de Estado da Cultura:
Renata Beltrão – (11) 2627-8164
rmbeltrao@sp.gov.br
Giulianna Correia - (11) 2627-8243
gcorreia@sp.gov.br

Fonte: Núcleo da Notícia Comunicação

Contato: vanessasantos@nucleodanoticia.com.br


[voltar ao índice]







Clic News
21/09/2012
Confira a programação da próxima semana (24 a 28/9) do Museu Índia Vanuíre
Unesp citada

"Sexta-feira, 21 de setembro de 2012

PROGRAMAÇÃO PERMANENTE
“Museu e Cidadania”
Data: 26/9/2012
Serão desenvolvidas atividades lúdicas e reflexivas com os internos da “Clínica Dom Bosco”, criando condições à socialização de cidadãos portadores de necessidades especiais. A atividade busca aproximar o museu do grupo e, a cada atividade, refletir a melhor forma de trabalhar o respeito à diversidade cultural, em questões que envolvem a ética e a cidadania, propondo momentos de entretenimento e aprendizagem cultural.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 15h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita

“Em Cartaz no Museu”
Data: 26/9/2012
Neste mês, o “Em Cartaz no Museu” exibe o episódio “Nossas Línguas”, da série Índios no Brasil. Produzido pelo grupo Vídeo nas Aldeias, o documentário trata a importância da língua para as comunidades indígenas, no que diz respeito à preservação de sua identidade étnica. O filme também aborda o cotidiano das populações indígenas do Brasil. Após a exibição, haverá uma roda de conversa com os participantes.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 10h e às 14h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita
Projeto “Museu e Escola Indígena”
Data: 26/9/2012
O “Museu e Escola Indígena” deste mês apresentará o trabalho desenvolvido nas visitas monitoradas, realizadas pela instituição junto aos grupos escolares, para os professores da escola estadual Indígena Índia Vanuíre. A ação tem como objetivo refletir sobre o conceito de museu e como a instituição pode atuar na construção da imagem que o brasileiro tem dos indígenas.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 16h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita

6ª PRIMAVERA DOS MUSEUS

""Potencial Educativo de um Museu""
Data: 25/9/2012
Integrar o grupo de estudantes de pedagogia das faculdades Faccat ao trabalho realizado pelo museu e habilitar os futuros professores a articularem o trabalho desenvolvido na sala de aula com as ações realizadas pela instituição. Esses são alguns dos objetivos da atividade do Museu Índia Vanuíre no dia 25 de setembro, durante a Primavera dos Museus. Com a programação a instituição espera estabelecer um plano de ações com os responsáveis pela formação dos futuros visitantes.
Local: Faculdades Faccat (Rua Cherentes, nº 36 Centro – Tupã/SP)
Horário: às 20h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita
""Leitura Interpretativa de Imagem""
Data: 26/9/2012
O Museu Índia Vanuíre promoverá uma visita orientada à exposição temporária “Amazônia Viva – Tyryetê Kaxinawá”. Na ocasião, o grupo instigará os participantes a observarem atentamente às imagens e depois pedirá para que cada um deles fale sobre o que viu. Cada um deverá apontar a imagem que mais lhe agradou e o motivo. A segunda parte da atividade consistirá numa visita orientada à exposição “Tupã Plural”. Durante o passeio, eles deverão identificar algo que se relacione diretamente com a imagem da mostra que mais gostaram. Em seguida, os participantes irão expor as relações estabelecidas entre a exposição temporária e o ambiente do museu.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 10h e às 15h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita
“Índio no Museu”
Como resposta ao esforço empreendido por comunidades indígenas de todo o país, no que diz respeito à preservação e transmissão de sua memória, o Museu Índia Vanuíre estende para além do dia 19 de abril a comemoração do Dia do Índio. Neste mês, integrando a programação da 6ª Primavera dos Museus, as atividades serão desenvolvidas em todas as quintas-feiras.
Dia: 27/9 – Bate-papo com a participação de Rosemeire Barbosa, Kaingang da T.I. Vanuíre, Arco Íris/SP.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 9h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita
Apresentação do Projeto de Acessibilidade da Exposição de Longa Duração “Tupã Plural”
O Museu Índia Vanuíre recebe em setembro um novo projeto de acessibilidade para a exposição “Tupã Plural”. O material conta com aplicativos multissensoriais compostos por maquetes táteis do edifício do museu e de uma terra indígena, réplicas de objetos tridimensionais, aplicativos multimídia para documentários, como audiodescrição e janela de Libras (Língua Brasileira dos Sinais) contemplando públicos que possuem deficiência visual, auditiva, intelectual e múltiplas deficiências. A apresentação do projeto será dividida em três etapas:
Dia: 27/9, às 10h - Atividade de capacitação para a equipe do museu.
Dia: 28/9, às 9h - Apresentação para profissionais de museus da região. Às 14h, o projeto será exibido para os profissionais que trabalhem em instituições que atendem de pessoas com deficiência.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita

""Visita Guiada""
Data: 27/9/2012
Para marcar o encerramento do curso de “Extensão Memória Histórica e Cidadania: Colonialismo e Ditaduras (Século XX e XXI)”, realizado pelo Departamento de História e Laboratório de História e Meio Ambiente da Unesp/Assis, os alunos irão fazer uma visita guiada pelo museu, seguida por uma apresentação institucional.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 14h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita
Apresentação musical do coral das Faculdades Fadap de Tupã/SP
Data: 28/9/2012
No dia 28/9, o Museu Índia Vanuíre recebe a apresentação do coral “Edelwiss” da faculdade Fadap/FAP. O grupo de aproximadamente de 30 integrantes será acompanhado por um instrumentista. De repertório eclético, o programa é composto por músicas populares, eruditas e folclóricas em várias línguas, como inglês, espanhol, italiano, latim e japonês, além do português.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 19h30
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita
Núcleo da Notícia Comunicação Corporativa:
Tel. (16) 3237-7367/68
Dayane Malta da Silva – (16) 9233-3014
dayanemalta@nucleodanoticia.com.br
Juliana Dias - (16) 9233-1823
julianadias@nucleodanoticia.com.br
André Luís Rezende – (16) 8142-4299
andreluisrezende@nucleodanoticia.com.br
www.nucleodanoticia.com.br
Secretaria de Estado da Cultura:
Renata Beltrão – (11) 2627-8164
rmbeltrao@sp.gov.br
Giulianna Correia - (11) 2627-8243
gcorreia@sp.gov.br

Fonte: Núcleo da Notícia Comunicação

Contato: vanessasantos@nucleodanoticia.com.br
"

[voltar ao índice]







Comunique-se
21/09/2012
Museu Índia Vanuíre lança projeto de acessibilidade durante 6ª Primavera dos Museus
Unesp citada

Como parte da programação especial da 6ª Primavera dos Museus, promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), durante o mês de setembro, o Museu Índia Vanuíre, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, administrada em convênio com a ACAM Portinari, em Tupã, lançará o seu projeto de acessibilidade para a exposição “Tupã Plural”.
O material, que conta com aplicativos multissensoriais compostos por maquetes táteis do edifício do museu e de uma terra indígena, réplicas tridimensionais de objetos da exposição, aplicativos multimídia para documentários com audiodescrição e janela de Libras (Língua Brasileira dos Sinais), contempla os públicos que possuem deficiência visual, auditiva, intelectual ou múltiplas deficiências.
A apresentação do material será dividida em três etapas. A primeira, que acontece no dia 27 de setembro (quinta-feira), visa capacitar a equipe do museu. As outras duas , que acontecem no dia 28/8 (sexta-feira), apresentarão o material para profissionais de instituições que atendem pessoas com deficiências e especialistas de museus da região.
A programação do evento traz, ainda, atividades voltadas ao público universitário. No dia 25/9, o potencial educativo do museu será debatido com os alunos de pedagogia da Faccat (Faculdade de Ciências Contábeis e de Administração de Empresas), às 20h. Já no dia 27/9, os alunos do curso de extensão da Unesp (Universidade Estadual Paulista) participarão de uma visita guiada ao museu.
Para encerrar, no dia 28/8, o público poderá conferir o coral da Fadap (Faculdade de Direito da Alta Paulista), que se apresenta no auditório do museu, às 19h30.
O Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre está localizado na Rua Coroados, nº 521, Centro. Outras informações podem ser obtidas por telefone (14) 3491-2333 ou pelo site: www.museuindiavanuire.org.br
Núcleo da Notícia Comunicação Corporativa:
Tel. (16) 3237-7367/68
Dayane Malta da Silva – (16) 9233-3014
dayanemalta@nucleodanoticia.com.br
Juliana Dias - (16) 9233-1823
julianadias@nucleodanoticia.com.br
André Luís Rezende – (16) 8142-4299
andreluisrezende@nucleodanoticia.com.br
www.nucleodanoticia.com.br
Secretaria de Estado da Cultura:
Renata Beltrão – (11) 2627-8164
rmbeltrao@sp.gov.br
Giulianna Correia - (11) 2627-8243
gcorreia@sp.gov.br


[voltar ao índice]







CruzeiroNet
21/09/2012
Feira de Profissões
Unesp citada

"Termina hoje a 4ª Feira de Profissões no Parque Tecnológico. O evento, que começou ontem, é uma oportunidade para que o jovem esclareçam suas dúvidas e possam escolher uma profissão que mais lhe agrade. Reúne as principais universidades, escolas técnicas e instituições de ensino superior de Sorocaba, como: Esamc, Unesp, Anhanguera, Pitágoras, PUC, Unip, Uniso, Facens, Colégio Politécnico, Wings (escola de aviação), entre outras. Senai, Senac, Sesi, a Fundação Paula Souza com a Fatec e Etecs também marcam presença, assim como as instituições militares: Exército (14ª CSM), Marinha, 4º Comando Aéreo, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Guarda Civil Municipal. Constam da programação, palestras, orientações, sorteios de vagas em escolas de línguas e outras atrações, das 8h30 às 20h30.

Espaço Jovem

Os núcleos do Espaço Jovem no bairro Vossoroca e Jardim Serrano, em Votorantim estão com inscrições abertas para o curso de Metrologia e de Leitura e Interpretação de Desenho. Ao todo são 80 vagas: 40 para cada unidade. Para se inscrever é necessário residir em Votorantim e apresentar cópia do documento de identidade com foto e comprovante de endereço. A inscrição pode ser feita no Espaço Jovem do Vossoroca, das 8 às 17h, na rua Pedro Rodrigues Ribeiro, s/n´. A unidade Jardim Serrano é na rua Pedro Nunes, s/n. Mais informações: (15) 3353-8688. O Espaço Jovem também tem atividades para a recreação, como jogos de damas, xadrez e tênis de mesa; não é necessário marcar horário ou realizar inscrição, basta chegar e jogar. O atendimento é das 8h às 22h, de segunda a sexta-feira.

Cursos nas Casas do Cidadão

Moradores do Jardim Ipiranga e de Brigadeiro Tobias podem participar do curso de capacitação profissional nas Casas do Cidadão dessas comunidades. A inscrição acaba hoje. São 60 vagas para o curso de Inspetor da Qualidade, pelo programa Unite vai ao Bairro. E mais 80 para o cadastro de reserva, caso haja desistência. O candidato deve ter no mínimo 18 anos e ensino médio completo. O Atendimento é das 9h às 16h, portando RG, CPF e comprovante de escolaridade. A Casa do Cidadão do Jd. Ipiranga é na rua Estado de Israel, 424 (15 3229-2950), e a de Brigadeiro Tobias, na av. Bandeirantes, 4.155 (15 3236-4371).

"

[voltar ao índice]







Diário da Franca
21/09/2012
Fatec inscreve até hoje para isenção no vestibular
Unesp citada

"E a UFSCar encerra na próxima segunda-feira as inscrições para o curso gratuito de educação musical

Da Redação/DF

Vai somente até sexta-feira o prazo para solicitar isenção total ou parcial da taxa de inscrição do vestibular da Fatec Franca. No estado todo, incluindo as outras Faculdades de Tecnologia, o Centro Paula Souza oferece seis mil isenções. A taxa de inscrição custa R$ 70.
Os candidatos da cidade podem solicitar os dois benefícios, desconto total ou parcial, desde que atendam aos requisitos pré-determinados. Neste caso, devem efetuar duas inscrições.
Os interessados precisam preencher o formulário específico disponível no site do Vestibular da Fatec e guardar o número do protocolo. Outras informações podem ser obtidas pelos telefones (11) 3471-4103 (capital e Grande São Paulo) e 0800-596-9696 (demais localidades) ou pelo site. A Fatec Franca ""Dr. Thomaz Novelino"" fica localizada na rua Campos Sales, 1441, no Centro. Nela são ministrados os cursos de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, com 40 vagas no período da manhã e outras
40 no período da noite, e o de Gestão da Produção Industrial (Calçados), com 40 vagas no período da manhã e outras 40 Vagas no período noturno.
O Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas analisa, projeta, documenta, especifica, testa, implanta e mantém sistemas computacionais de informação. Esse profissional trabalha, também, com ferramentas computacionais, equipamentos de informática e metodologia de projetos na produção de sistemas. Raciocínio lógico, emprego de linguagens de programação e de metodologias de construção de projetos, preocupação com a qualidade, usabilidade, robustez, integridade e segurança de
programas computacionais são fundamentais à atuação desse profissional.
Já o profissional de Análise e Desenvolvimento de Sistemas de Informação pode atuar em empresas de assessoria e consultoria tecnológica e de desenvolvimento de sistemas, assim como nos diversos setores da economia: indústria, comércio, prestação de serviços, instituições financeiras, órgãos públicos ou como empreendedor em informática. Este profissional estará apto entre outras coisas a projetar e implementar sistemas de acordo com as necessidades institucionais.
Também estão chegando ao fim as inscrições para o vestibular educação a distância da UFSCar (Universidade Federal de São Carlos), que oferece 770 vagas nos cursos de graduação na modalidade a distância – Educação Musical, Engenharia Ambiental, Pedagogia, Sistemas de Informação e Tecnologia em Produção Sucroalcooleira.
As inscrições no processo seletivo podem ser realizadas somente até a próxima segunda-feira, até 24 de setembro. Para o polo de Franca há vagas no curso de licenciatura em Educação Musical.
Os cursos a distância da UFSCar são ofertados no sistema da Universidade Aberta do Brasil (UAB), programa desenvolvido pelo MEC para ampliar o número de vagas no Ensino Superior. A UAB-UFSCar conta com o trabalho da Secretaria Geral de Educação a Distância (SEaD) da Universidade e das prefeituras das cidades onde estão situados os polos de apoio presencial, locais em que são desenvolvidas todas as atividades presenciais.
O aluno que optar pela graduação a distância terá disponível, gratuitamente, um aparato de apoio educacional organizado, materiais didáticos de qualidade em diferentes mídias e a orientação de educadores capacitados.
No curso oferecido em Franca, de licenciatura em Educação Musical, o profissional formado poderá atuar com música em qualquer cenário educacional, seja em escolas, universidades ou em espaços alternativos e projetos sociais.
O curso aborda aspectos tecnológicos que envolvem o universo musical e temas teórico-práticos da Educação Musical. Para ingressar no curso é necessário que o aluno tenha conhecimento musical básico prévio, incluindo leitura de partitura e noções de instrumentos melódicos. A duração é de 5 anos.

Unesp
Podem ser feitasaté 11 de outubro as inscrições para o Vestibular 2013 da Universidade Estadual Paulista (Unesp). O cadastramento deverá ser feito no site www.vunesp.com.br , onde está disponível o Manual do Candid ato. Os vestibulandos concorrerão a 7.014 vagas em 165 opções de cursos, disponíveis em 23 cidades, sendo 400 vagas em Franca. A taxa de inscrição é de R$ 130,00.
Em Franca a Unesp conta com os cursos de relações internacionais, história, direito e serviço social. No campus local são 90 professores – a maioria com dedicação integral à docência e à pesquisa – e cerca de 1.900 alunos de graduação e pós-graduação.

CURSOS NA FATEC FRANCA
•Análise e Desenvolvimento de Sistemas
Período: Manhã - 40 Vagas
Período: Noite - 40 Vagas
•Gestão da Produção Industrial (Calçados)
Período: Manhã - 40 Vagas
Período: Noite - 40 Vagas

"

[voltar ao índice]







Diário do Comércio
21/09/2012
Programas de Primavera
Unesp citada

"Detalhes Publicado em Quinta, 20 Setembro 2012 22:55 Escrito por Rita Alves e Ana Barella

Contra o tempo

A Fabulosa Companhia estreia neste sábado (22), no Teatro Alfa, o espetáculo A Linha Mágica, encenado pelos atores André Vac, Beatriz Mentone e Thomaz Huszar. Dirigida por Eric Nowinski, a peça conta a história de Pedro, um inquieto garoto que ganha um novelo mágico com poderes para avançar no tempo.

Para tratar da relação do homem com o tempo, o diretor criou uma narrativa dramática e visual, com trilha sonora produzida pela própria Companhia. ""Dessa maneira a apresentação fica mais dinâmica"", diz. ""Essa é uma história para ser contada para todos, não importa a idade, pois se trata de um tema universal e intrigante"".

Teatro Alfa. Sala B. Rua Bento Branco de Andrade Filho, 722, Santo Amaro, tel.: 5693-4000. De 22 de setembro a 25 de novembro, sábados e domingos, 17h30. Crianças até 12 anos:R$ 15. Adultos: R$ 30. Recomendado para crianças a partir de 6 anos.

Escapada

Uma dica de passeio para um dia de sol é ir ao Jardim Botânico de São Paulo. Com trilhas bem sinalizadas, e sem multidões como em outros parques da Cidade, tem passeios adaptados para cadeirantes e idosos. Jardim Botânico. Av. Miguel Estéfano, 3031. R$ 5. De terça a domingo. Das 9h às 17h.

Geladinho e exótico

Com a chegada do calor, tomar um sorvete sempre é uma boa pedida. A Taperebá Sorvetes aposta em sabores exóticos, como cupuaçu e baruci, feitos com técnica italiana. Taperebá Sorvetes. Rua Girassol, 40. Pinheiros. Terça a sexta. 12h às 18h. Sábado e Domingo. 12h às 21h.

Festival Cultivar

Para celebrar a natureza, os parques Jardim da Luz (Rua Ribeiro de Lima, 99), Buenos Aires (Av. Angélica, s/n) e o Lions Clube Tucuruvi (Rua Alcindo Bueno de Assis, alt. nº 500) abrigam até domingo (23) a 3ª edição do Festival Cultivar. Na programação, danças, oficinas e um piquenique de trocas de sementes e mudas da estação. Informações: 3338-0544 e festivalcultivar.wordpress.com

Natureza em versos

Rubáiyát – memória de Omar Khayyám (ed. Unesp, 160 pág., R$30) reúne os poemas de Omar Khayyám. Traduzido originalmente do persa por Edward Fitzgerald, o livro traz notas e apresentação de Luiz Antônio de Figueiredo.

Entre flores

Mostra A Vida das Flores apresenta criações da artista plástica Suzy Gheler, inspiradas no livro Les Fleurs Animées , de J.J. Grandville. Shopping Iguatemi São Paulo. Av. Brigadeiro Faria Lima, 2232, Jardim Paulistano.

Estação futurista

Plantas-robô, construídas com motores, acrílico e luzes também fazem parte desta primavera. Elas integram a mostra Jardim Robótico, em cartaz na Unesp. A obra, criada por alunos de Sorocaba, mescla arte e tecnologia cibernética e só foi exibida uma vez, em 2010, na Campus Party.Unesp (hall da reitoria). Rua Quirino de Andrade, 215, Centro. Segunda a sexta, das 9h às 12h e das 13h30 às 17h.

Chuva de pétalas

Domingo (23) é o último dia da Expoflora, maior feira de flores e plantas da América Latina. Às 16h30 e às 17h15 acontece a tradicional chuva de pétalas de rosas. Pavilhão da Expoflora. Rua Maurício de Nassau, 675, Holambra. Até domingo (23). Das 9h às 19h. R$ 30. Rua Maurício de Nassau, 675, Holambra, quilômetro 140.

Mergulho na Tropicália

Tom Zé apresenta seu mais recente trabalho Tropicália Lixo Lógico no Sesc Vila Mariana. Lançado em CD e vinil, o álbum reverencia os símbolos tropicalistas com 16 canções e traz participações especiais de artistas como Emicida, Mallu Magalhães e Rodrigo Amarante. Sesc Vila Mariana. Rua Pelotas, 141, tel.: 5080-3000. Sexta (21) e sábado (22), 21h; domingo, 18h. R$ 42.

"

[voltar ao índice]







Difundir
21/09/2012
EMCANTAR participa do VIII Encontro Regional Sudeste da ABEM
Unesp citada

EMCANTAR participa do VIII Encontro Regional Sudeste da ABEM
O álbum ESCUTATÓRIA, que leva o mesmo nome do novo espetáculo e Tecnologia Educacional do grupo, será apresentado para pesquisadores e educadores musicais

O EMCANTAR, grupo mineiro que neste ano está comemorando 15 anos de trajetória artística e educacional com o lançamento do espetáculo ESCUTATÓRIA, está participando de 17 a 21 de setembro da IV Semana de Educação Musical e do VIII Encontro Regional Sudeste da ABEM – Associação Brasileira de Educadores Musicais, que acontecem no Instituto de Artes da UNESP – Universidade do Estado de São Paulo.
Além do espetáculo, ESCUTATÓRIA é também uma Tecnologia Educacional, desenvolvida pelo EMCANTAR a partir das experiências e conhecimentos adquiridos em ações de formação que somam hoje mais de 15 mil participantes. A tecnologia é um arcabouço metodológico que visa o desenvolvimento humano por meio da realização de praticas culturais educativas. O princípio da tecnologia é transformar talentos e habilidades em competências para a vida, oferecendo oportunidades de ampliação do repertório cultural e de desenvolvimento em diversas dimensões humanas.
Também fazem parte do ESCUTATÓRIA um livro-cd composto por um conto infanto-juvenil ilustrado e 14 canções inéditas do grupo EMCANTAR, as quais trazem aspectos lúdicos, a questão ambiental e referências da infância e da cultura popular.
Segundo Ana Carolina Ferreira, Educadora e Coordenadora de Projetos do EMCANTAR, o novo álbum do grupo mineiro será apresentado na sessão de lançamento do Encontro. “Essa é uma oportunidade de apresentar o novo trabalho do grupo para pessoas da área de educação musical, além de compartilhar nossa experiência em arte-educação, citando também a Tecnologia ESCUTATÓRIA”, comenta Ana.
Durante toda a semana, pesquisadores nacionais e estrangeiros, educadores musicais e estudantes de graduação e pós-graduação participam da IV Semana de Educação Musical e do VIII Encontro Regional Sudeste da ABEM, com o objetivo de discutir questões contemporâneas da Educação Musical, especialmente, aquelas relacionadas às invenções empreendidas cotidianamente por educadores musicais, às interfaces entre educação musical e novas tecnologias, e às investigações que buscam compreender esses aspectos contemporâneos do aprender e ensinar músicas.
A Tecnologia Educacional ESCUTATÓRIA pode ser utilizada por educadores, empresas e grupos de pessoas interessadas. Para conhecê-la, basta acessar www.emcantar.org e fazer o download.



[voltar ao índice]







Difundir
21/09/2012
Alunos da EMEB Paulo Freire fazem passeata de conscientização
Unesp citada

Cerca de 400 alunos, de 2º a 5º ano, da EMEB Paulo Freire realizaram, na semana passada, uma passeata de conscientização pelo bairro Cohab IV. Para a ocasião, os estudantes confeccionaram cartazes e folhetos com informações sobre combate à dengue, leishmaniose, febre amarela, alimentação saudável e posse responsável de animais.

Os folhetos explicativos foram distribuídos para os moradores locais e os cartazes fixados nos estabelecimentos comerciais da região.

De acordo com a diretora da unidade, Janine Zechetto Pito, a ação integra um projeto mais amplo. “Nossos professores participaram de um curso à distância, oferecido pela UNESP, sobre posse responsável e prevenção de doenças. Os conceitos foram aplicados em sala de aula, os alunos produziram os materiais e saíram às ruas para orientar também a comunidade”, explica.

A segunda etapa do projeto será a realização de uma palestra sobre cuidados com a alimentação. “A palestra será ministrada por profissionais da UNESP e aberta a toda a população. Estamos definindo os últimos detalhes e, em breve, divulgaremos”, finaliza a diretora.



[voltar ao índice]







Esteta
21/09/2012
Instituto de Artes promove duplo espetáculo de dança: Programação inclui apresentações do IAdança e da São Paulo Cia de Dança
Unesp citada

21/09/2012 11:08 por Esteta Beleza e Arte em Noticias e lida 30 vezes.

Apresentação do Grupo IAdança

O Projeto Quintas da Dança, a ser apresentado no dia 27 de setembro, no Instituto de Artes da Unesp, Câmpus de São Paulo, terá uma programação dupla nos teatros “Maria de Lourdes Sekeff” e “Reynúncio Lima”.

A partir das 20h30, o Núcleo Incena, do IAdança, e o Grupo Piap apresentarão, no Teatro “Maria de Lourdes Sekeff”, a peça Rhythmetron, do compositor pernambucano Marlos Nobre (1939), com os movimentos “A preparação”, “A escolhida” e “O ritual”, com coreografia de Diego Mejía.

Em seguida, após rápido intervalo, a São Paulo Cia de Dança apresenta, no Teatro “Reynúncio Lima”, trechos do “Quebra-nozes”, o “Grand pas de deux Dom Quixote” e o solo “101”, com direção de Inês Bogéa.

“A idéia é trazer, a cada edição do Quintas da Dança, um convidado especial”, explica Kathya de Godoy, professora do IA da Unesp, em São Paulo, SP, e diretora do grupo IAdança. “E ninguém mais especial que este grupo fabuloso, a Cia. São Paulo de Dança, sem dúvida o melhor do Estado, no gênero”.

“Nosso objetivo é formar um público diversificado, que se encante com essa linguagem e passe a acompanhar os espetáculos de dança”, diz Kathya.

Coerente com suas intenções didáticas, o projeto prevê ainda, ao término das apresentações, um debate com o público. “Esse contato direto com a platéia é essencial”, relata Marcela Benvegnu, coordenadora do São Paulo Cia de Dança. “Desde a criação do nosso grupo, em 2008, usamos essa estratégia, com ótimos resultados”.

Quintas da dança tem entrada gratuita e censura livre.

O Instituto de Artes da Unesp, Câmpus de São Paulo, fica na rua Dr. Bento Teobaldo Ferraz, 271, defronte ao Terminal Barra Funda do Metrô.

Paulo Velloso
Portal Unesp



[voltar ao índice]







Esteta
21/09/2012
Museu Índia Vanuíre lança projeto de acessibilidade durante 6ª Primavera dos Museus
Unesp citada

21/09/2012 11:30 por Esteta Beleza e Arte em Noticias e lida 21 vezes.

Aplicativos multissensoriais como maquetes táteis, réplicas de objetos tridimensionais e multimídia com audiodescrição e Libras, entre outros, integram o programa

Como parte da programação especial da 6ª Primavera dos Museus, promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), durante o mês de setembro, o Museu Índia Vanuíre, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, administrada em convênio com a ACAM Portinari, em Tupã, lançará o seu projeto de acessibilidade para a exposição “Tupã Plural”.

O material, que conta com aplicativos multissensoriais compostos por maquetes táteis do edifício do museu e de uma terra indígena, réplicas tridimensionais de objetos da exposição, aplicativos multimídia para documentários com audiodescrição e janela de Libras (Língua Brasileira dos Sinais), contempla os públicos que possuem deficiência visual, auditiva, intelectual ou múltiplas deficiências.

A apresentação do material será dividida em três etapas. A primeira, que acontece no dia 27 de setembro (quinta-feira), visa capacitar a equipe do museu. As outras duas , que acontecem no dia 28/8 (sexta-feira), apresentarão o material para profissionais de instituições que atendem pessoas com deficiências e especialistas de museus da região.

A programação do evento traz, ainda, atividades voltadas ao público universitário. No dia 25/9, o potencial educativo do museu será debatido com os alunos de pedagogia da Faccat (Faculdade de Ciências Contábeis e de Administração de Empresas), às 20h. Já no dia 27/9, os alunos do curso de extensão da Unesp (Universidade Estadual Paulista) participarão de uma visita guiada ao museu.

Para encerrar, no dia 28/8, o público poderá conferir o coral da Fadap (Faculdade de Direito da Alta Paulista), que se apresenta no auditório do museu, às 19h30.

O Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre está localizado na Rua Coroados, nº 521, Centro. Outras informações podem ser obtidas por telefone (14) 3491-2333 ou pelo site: www.museuindiavanuire.org.br



[voltar ao índice]







Governo do Estado de S. Paulo
21/09/2012
Unesp organiza Workshop de Diplomacia Comercial do Etanol
Unesp citada

Evento apresentará estudos sobre o setor sucroalcooleiro e as técnicas para expansão do mercado brasileiro

No próximo dia 27 de setembro, o Instituto de Estudos Econômicos e Internacionais (IEEI) da Unesp, realiza o Workshop de Diplomacia Comercial do Etanol (Case-study de Diplomacia Comercial), na Fundação Memorial da América Latina.

Durante as atividades, serão apresentados estudos de diplomacia comercial no setor sucroalcooleiro, além das técnicas utilizadas pelo setor para abrir as fronteiras do maior mercado mundial de combustíveis. O evento é organizado pelo Programa de Negociações Internacionais da Unesp (PRONINT), em parceria com o Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos (CBEAL) do Memorial da América Latina.

As inscrições são gratuitas e deverão ser efetuadas previamente pelo e-mail: ieei@reitoria.unesp.br. No ato da inscrição, os interessados precisam informar nome, RG, CPF, atividade profissional e/ou acadêmica, telefone e instituição de origem (faculdade, empresa).

SERVIÇO
Workshop de Diplomacia Comercial do Etanol (Case-study de Diplomacia Comercial)
Dia 27 de setembro, das 13h às 23h
Fundação Memorial da América Latina (Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, próximo ao metrô Barra Funda)
Evento gratuito

Do Portal do Governo do Estado


[voltar ao índice]







Guia Rio Claro
21/09/2012
Fala Candidato! – Bate-Papo com os jovens
Unesp citada

Divulgação - publicada em 20. 9. 2012 - atualizada 17h37 No próximo domingo dia 23, o Rotaract Club Rio Claro-Sul realizará o 1° “Fala Candidato!” – Bate-Papo Jovem, que consiste em conhecer as propostas de todos os candidatos a prefeito de Rio Claro

O evento será aberto ao público, com foco nos jovens eleitores das escolas de Ensino Médio, faculdades e grupos da sociedade, valorizando a importância do voto aos 16 anos.

Cada candidato a prefeito terá um total de 40 minutos, onde apresentará as propostas nas áreas de: Segurança, Saúde, Educação, Cultura, Juventude e Infraestrutura, tendo 3 minutos para cada tema e em seguida, responderão as perguntas feitas pelos participantes do evento. Os eleitores também podem enviar suas perguntas através do e-mail contendo nome, idade, escola, além de dizer para qual candidato a pergunta deve ser dirigida.

O evento será realizado no auditório de administração do IGCE da Unesp de Rio Claro, e terá a seguinte programação:
14hs Nevoeiro Jr 15hs Claudio Di Mauro 16hs Dú Altimari 17hs Mario Zaia

O moderador e apresentador do evento será o jornalista Rafael Faria Secretário de Comunicação da cidade de Araras.

Serviço
Agenda
Das 14 às 18 horas

Onde
Rotaract Rio Claro - Sul
mais informações onde fica web site enviar e-mail.



[voltar ao índice]







JB Online
21/09/2012
Morador acha fóssil de baleia de 6 mil anos no litoral de SP 
Unesp citada

"Um grupo de pesquisadores e alunos da Universidade Estadual Paulista (Unesp) em São Vicente, no litoral de São Paulo, recolheu fósseis de uma baleia azul na praia de Iguape. A previsão é de que o material esteja no local há, pelo menos, seis mil anos.

Os restos do animal foram encontrados por um morador da cidade, que avisou a equipe da universidade. As oito peças estão sendo restauradas para preservação. Parte do fóssil foi encaminhada para os Estados Unidos para análise.

De acordo com o professor e oceanógrafo Francisco Buchmann, a intensa erosão na última década tem favorecido a pesquisa na região. ""Nos últimos 10 anos, várias casas foram derrubadas e debaixo delas foram encontrados os fósseis"".

Segundo Buchmann, com o achado será possível fazer uma comparação entre animais da mesma espécie encontrados em outras regiões do Brasil e até mesmo do mundo. ""É a segunda ocorrência no Estado de São Paulo e, provavelmente, a primeira fóssil. No Rio Grande do Sul tem outras ocorrências. Dá para fazer uma relação da ocorrência de cetáceos. (...) A mesma espécie pode ter várias populações. Agora poderemos comparar a população do RS com a de SP. E, mais tarde, com outras partes do mundo, tendo uma ideia dos aspectos migratórios"".

"

[voltar ao índice]







Jornal Cidade
21/09/2012
Começa colocação de massa asfáltica no anel viário da Unesp
Unesp citada

Na semana passada foi iniciada a preparação da base para a colocação de massa asfáltica no anel viário

A pavimentação do anel viário que dá acesso ao novo fórum e fica nas imediações da Unesp do bairro Bela Vista entrou na fase de colocação da massa asfáltica propriamente dita. A obra da prefeitura está sendo realizada em etapas e, nesse primeiro momento, recebe o asfalto o trecho que vai da avenida 24 até a avenida 32.

Essa etapa corresponde a aproximadamente 400 metros de pavimentação. No total, o trabalho vai englobar 1.600 metros de asfaltamento, serviço que tem a previsão de ser concluído até janeiro do ano que vem, se não houver imprevistos relacionados ao clima.

Na semana passada foi iniciada a preparação da base para a colocação de massa asfáltica no anel viário. A base está sendo feita com solo-cimento.

De acordo com a Secretaria Municipal de Obras e Serviços, o uso de solo-cimento para a base do asfalto é mais vantajoso que a utilização de pedra brita, pelo fato de, nesse segundo caso, as águas de chuva terem mais facilidade para penetrar no solo e amolecer a base, fazendo o asfalto afundar.

Já o solo-cimento é uma espécie de laje, que depois de pronta, dificulta a passagem da água. A técnica já foi utilizada com sucesso na obra de ampliação da avenida 50-A e também na reestruturação da avenida 80-A. Municípios como Poços de Caldas já enviaram representantes a Rio Claro para conhecer a técnica mais de perto.

As obras no anel viário também prosseguem em outras frentes, com a finalização da implantação de guias e sarjetas. A colocação da rede de captação de águas pluviais e execução da terraplanagem foram finalizadas, assim como o greide (a linha que acompanha o perfil da área a ser asfaltada) do projeto.

São aproximadamente 1600 metros de pavimentação. O investimento total é de R$ 3,5 milhões. O governo federal está investindo 92% desse valor e a prefeitura é responsável pelos 8% restantes.



[voltar ao índice]







Jornal Diário
21/09/2012
Deputado Abelardo Camarinha destina R$ 1 milhão à Famema
Unesp citada

Em 2013, Hospital das Clínicas, Hospital São Francisco e Hospital Materno Infantil vão receber R$ 200 mil cada

Em visita à diretoria da Famema (Faculdade de Medicina de Marília) realizada na manhã de ontem o deputado federal Abelardo Camarinha (PSB) anunciou mais R$ 600 mil ao complexo que abrange três hospitais e outros departamentos. O HC (Hospital das Clínicas), HMI (Hospital Materno Infantil) e Hospital São Francisco vão receber R$ 200 mil cada. O recurso deve constar no orçamento do governo federal de 2013 que será votado em outubro, após as eleições. No caso do Hospital São Francisco, o recurso será utilizado para aquisição de um elevador para área médica.

As verbas serão utilizadas para compra de equipamentos como aparelho de videoscopia, respiratório de UTI, laser, monitor de cardiologia, além do contador de células para o Banco de Olhos.

Com as emendas anunciadas ontem, o valor enviado pelo parlamentar ao Complexo Famema atinge R$ 1,1 milhão em menos de um ano. Somente em 2011 foram R$ 250 mil para o HMI e R$ 200 mil para o Hospital das Clínicas.

O diretor da Famema, José Augusto Ottaiano, agradeceu Camarinha pela atenção com a instituição desde que o mesmo era vereador. “Estas intervenções são constantes. Os valores enviados ajudam muito já que os valores repassados pelo SUS não são utilizados para aquisição de equipamentos e sim para o custeio do hospital”.

O deputado parabenizou toda a diretoria pelos resultados obtidos pela faculdade, como uma das três melhores do país no ranking do MEC (Ministério da Educação). Camarinha também falou de seu apoio em relação à necessidade da emcampação da Famema pela Unesp (Universidade Estadual Paulista).

“Acredito que este desfecho não está distante, pois somente desta forma os funcionários serão beneficiados com os reajustes salariais e a entidade conquistará autonomia e mais recursos”.

O deputado falou ainda sobre a necessidade do aumento do envio de recursos para área da saúde que possui grande demanda. Como por exemplo, o Hospital das Clínicas que realiza 600 mil consultas e 1,2 milhão de procedimentos por mês. “Hoje com um orçamento de R$ 1 trilhão, apenas 5% do orçamento da união é destinado para saúde, teria que ser pelo menos 10%. Isto já está estabelecido na emenda 29, mas ainda não foi votada na Câmara”, explica.



[voltar ao índice]







Jornal Diário
21/09/2012
Funcionários e alunos elegem nova diretoria da Unesp
Unesp citada

José Carlos Miguel vai assumir o cargo no dia 16 de novembro

A votação realizada dias 10, 11 e 12 em que votam docentes, funcionários e alunos elegeu nova diretoria da Unesp. A chapa única, encabeçada pelo doutor José Carlos Miguel, e vice Marcelo Tavella Navega, teve 95,98% de aceitação, totalizando dos 828 votos, 797 a favor. O restante foi nulo ou em branco.

A apuração aconteceu na quinta-feira (13). Segundo Miguel, que assume o cargo no dia 16 de novembro, a expectativa era ter mais chapas, o que não aconteceu. “Como foi chapa única, é necessário que o candidato tenha metade dos votos mais um. Tivemos uma boa aceitação”, considera.

Esta é a terceira vez que Miguel concorre. O primeiro ano, em 2004, ele disputou ao lado, como vice, de Vandei Pinto da Silva. Em 2008, tentou a disputa para diretor, e apesar de conseguir bastante votos, não foi eleito. Este ano ele agradece a adesão dos docentes, funcionários e alunos, já que a votação não é obrigatória. “Dos 194 funcionários, 143 votaram. De 179 docentes, 143 votaram. Acho que o interesse deles foi grande e isso é muito importante para o futuro da Unesp”, fala.

No dia 9 de novembro, José Carlos recebe o título de diretor da Unesp e, no dia 16, ocupa efetivamente o cargo em que vai ficar por quatro anos. Ele substitui a atual diretora, Mariângela Spotti Lopes Fujita.

Segundo ele, a principal proposta da chapa é melhorar a infraestrutura para o ensino, pesquisa e extensão, além da preocupação com as condições de estudo dos alunos. Outra ideia é trabalhar para completar o sub quadro de funcionários e professores. “Que é de fato o mais importante que oferece condições e apoio para realizar esse ensino de qualidade aos alunos”, fala.

José Carlos é docente de metodologia no ensino de matemática do curso de pedagogia. O vice, Marcelo, dá aulas no curso de fisioterapia. Para Marcelo, a proposta da chapa é atender as duas grandes áreas da universidade, humanidade e saúde. “Acho importante que pessoas que estejam por dentro do que ocorre na realidade da faculdade estejam encabeçando a diretoria para melhorar e contribuir para o crescimento e desenvolvimento da Unesp, principalmente quando se trata da política de permanência estudantil, que trata das condições do aluno”, conclui.



[voltar ao índice]







Jornal da Manhã
21/09/2012
PROGRAMAÇÃO DESTA QUINTA 20
Unesp citada

O cantor e compositor Kreo Fidelis é atração no Palco Aberto, das 20h às 22h

ESTACIONAMENTO INFANTIL - Espaço destinado à programação infantil, no salão do Espaço Cultural Ezequiel Bambini. 9h30 às 10h - Contação de História com o Grupo “Associação Viva e Deixe Viver”. 10h às 10h30 - Bate papo literário com Vítor Dias da Silva, autor de “O Recomeço da Era”. 10h30 às 11h30 - Oficina de Mangá. 15h às 16h - Oficina de Origami. 16h às 17h - Show de Mágica “Close-Up”. PALCO ABERTO - Montado na praça ao lado do Espaço Cultural, com atrações culturais e artísticas durante toda a feira, até as 23h. 14h às 14h30 - Banda Marcial Bezerra de Menezes. 14h30 às 15h – Escola de Música do Projeto GURI. 15h às 16h - Academia de Dança Quebra-Nozes (ballet clássico). 16h às 17h - Euler e Eula Paula (música gospel). 17h às 17h50 - Workshow com Guilherme Carvalho. 18h às18h30 - Alice Lourenço (MPB). 18h30 às 20h - Laerte Marques (MPB). 20h às 22h - Show Kreo Fidelis. BATE PAPO NA ESTRADA - Espaço destinado à troca de idéias e lançamento de livros de autores nacionais, sob a responsabilidade da Infinito Cultural, que responde pela organização geral do Projeto “Caminhos da Leitura”. Mauro Santa Cecília - Poeta, vencedor do Prêmio Literário Stanislaw Ponte Preta 94, publicou os livros de poesia “A Todo o Transe” e “Olho Frenético”. Letrista, parceiro de Frejat e do grupo Barão vermelho, é co-autor de músicas como ”Por Você” e “Amor pra Recomeçar”. Também como co-autor, escreveu a peça “O Rei dos Escombros”, encenada em 2003/04 no RJ e em SP. Publicou em 2007 seu próprio romance, “Cão de Cabelo”). É colunista do Jornal do Brasil. DE CARONA - Espaço para a troca de idéias, lançamento de livros, workshops e debates com autores regionais e locais. 15 às 16h - Sérgio Chaves e Eduardo Duparah falam sobre os cinco anos da Revista Café Espacial. 16 às17h - Ramon Franco e Eliana Pastana comentam “Tributo a Osório Alves de Castro”. OFICINA DO PROFESSOR - Espaço destinado ao educador recebe palestras e oficinas que relacionam arte, literatura e educação. 10h às 11h - “De Frente com a Música - Suas Raízes e Evoluções”, com o prof. Bruno Cordeiro e alunos do Colégio Criativo 17h às 19h - Arte, Cultura e Educação com a profª da Unesp Ana Paula Cordeiro. CINE LIVRO - Projeção de filmes com temas baseado em livros e escritores. 20h - “Quincas Berro D’Água”. BIBLIOTECA ESQUENTA - O Caminhos da Leitura percorre o Brasil com a biblioteca do programa Esquenta (TV Globo), cedida pela apresentadora Regina Casé. O acervo exposto ao público conta com dezenas de obras autografadas por personalidades que visitaram o programa.



[voltar ao índice]







Jornal da Manhã
21/09/2012
Colóquio em Marília aborda bibliotecas no Brasil e França
Unesp citada

Terminou ontem o I Colóquio Internacional “Bibliotecas Escolares e Laboratórios de Informática em Meios Escolares - Brasil e França”. O evento começou na terça-feira na Unesp de Marília. Em sua primeira edição, o encontro explorou as experiências atuais em Bibliotecas e Laboratórios de Informática no Brasil e na França. Com participação de profissionais do Brasil e da França, o Colóquio buscou expor uma visão sobre a realidade das bibliotecas escolares atuais e, também, uma visão acerca do uso dos laboratórios de informática em meios escolares. As informações são da assessoria de imprensa da Unesp de Marília. Anteontem, o evento teve abertura solene seguida da mesa-redonda “Pesquisas em Lyon e em Uberlândia: bibliotecas e laboratórios de informática em escolas do ensino fundamental”, onde foram apresentadas vertentes dos dois países com a apresentação de “Ensino da língua materna e ferramentas eletrônicas: uma pesquisa em Lyon, França”, da pesquisadora Martine Marzloff, do Instituto Francês de Educação da École Normal Supérieur de Lyon, e do professor Dagoberto Buim Arena, da Unesp de Marília, que apresentou pesquisa sobre bibliotecas escolares. Durante o evento outras exposições em mesasredondas foram realizadas com a participação de pesquisadores da Unesp de Marília, da UEL (Universidade Estadual de Londrina), da Faculdade de Educação da UFU (Universidade Federal de Uberlândia), além de apresentações sobre o PNBE (Programa Nacional Biblioteca da Escola) e de projetos escolares em Marília.



[voltar ao índice]







Jornal de Jundiaí
21/09/2012
Mercadante visita a região
Unesp citada

"O ministro da Educação, Aloízio Mercadante (PT), cumpre extensa agenda de visitas à Região hoje à tarde. Mercadante deve chegar em Jundiaí por volta do meio-dia, almoça com os candidatos Pedro Bigardi (PCdoB) e Gerson Sartori (PT) e, sem seguida, conversa com os jornalistas.

Depois do almoço, o ministro da Educação segue para Várzea Paulista, onde será recebido pelo prefeito Eduardo Pereira (PT) e o vice-prefeito Lula, a partir das 14h30, no gabinete da Prefeitura. Eles visitarão as obras e parcerias viabilizadas com recursos federais na Educação e o ministro anunciará novos investimentos na área.

De acordo com o prefeito Eduardo, a visita de Mercadante é importante para que ele possa acompanhar o investimento dos recursos federais. Já o vice-prefeito Lula ressalta que há muitos projetos, além das obras, para apresentar. ""Nós transformamos a Educação de Várzea Paulista. Hoje nossas crianças recebem material e uniforme escolar, uma iniciativa que foi pioneira na nossa região; nossos professores têm formação continuada em parceria com a UNESP e o nosso currículo ganhou novas disciplinas, como filosofia, inglês e espanhol. Será uma satisfação muito grande apresentar esse novo cenário ao Mercadante"".

"

[voltar ao índice]







Jornow
21/09/2012
EMCANTAR participa do VIII Encontro Regional Sudeste da ABEM


- 20/09/12

EMCANTAR participa do VIII Encontro Regional Sudeste da ABEM
O álbum ESCUTATÓRIA, que leva o mesmo nome do novo espetáculo e Tecnologia Educacional do grupo, será apresentado para pesquisadores e educadores musicais

O EMCANTAR,

[voltar ao índice]







Jornow
21/09/2012
Alunos da EMEB Paulo Freire fazem passeata de conscientização


- 20/09/12

Cerca de 400 alunos, de 2º a 5º ano, da EMEB Paulo Freire realizaram, na semana passada, uma passeata de conscientização pelo bairro Cohab IV. Para a ocasião, os estudantes confeccionaram cartazes e folhetos com informações sobre combate

[voltar ao índice]







Maxpress Net
21/09/2012
Consulta para novo reitor e vice da Unesp: Durigan e Marilza obtêm 90% da votação
Unesp citada

Duas listas tríplices serão enviadas ao governador Geraldo Alckmin

A chapa Excelência Institucional, composta pelo vice-reitor licenciado no exercício da reitoria Julio Cezar Durigan, professor da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV), Câmpus de Jaboticabal, e a atual pró-reitora de pós-graduação licenciada Marilza Vieira Cunha Rudge, da Faculdade de Medicina, Câmpus de Botucatu, obteve 89,61% dos votos na consulta realizada de 17 a 20 de setembro via online. O resultado foi divulgado hoje, 21 de setembro, pela Comissão Eleitoral Central da Unesp.

De acordo com as normas do pleito, o resultado da consulta será homologado pelo Colégio Eleitoral, em reunião no dia 2 de outubro às 14h30. Nesta mesma reunião, serão elaboradas duas listas tríplices, uma para reitor e outra para vice, e enviadas ao chefe do Executivo paulista, governador Geraldo Alckmin. Cabe a ele dar a palavra final sobre quem será o futuro reitor da Unesp. A chapa escolhida administrará a Universidade no quadriênio 2013-2016. A posse está prevista para janeiro de 2013.

“A Universidade deu uma grande demonstração democrática durante os quatro dias de eleições”, destacou José Luis Bizelli, presidente da Comissão Eleitoral Central.

As listas tríplices para reitor e vice serão formadas pelos candidatos da Chapa Avanço Institucional, composta por Durigan e Marilza, e por mais quatro nomes, dois para reitor e dois para vice, indicados pelo Colégio Eleitoral, presidido pelo pró-reitor de administração no exercício da reitoria Ricardo Samih Georges Abi Rached.

No Portal Unesp (www.unesp.br) estão disponíveis o resultado geral da consulta e o resultado por unidade, bem como um podcast com Durigan e Marilza que falam sobre os desafios para a próxima gestão.

Assessoria de Comunicação e Imprensa da Unesp
(11) 5627-0329/0330/0429/566
unesp.imprensa@reitoria.unesp.br



[voltar ao índice]







Maxpress Net
21/09/2012
Museu Índia Vanuíre lança projeto de acessibilidade durante 6ª Primavera dos Museus
Unesp citada

Aplicativos multissensoriais como maquetes táteis, réplicas de objetos tridimensionais e multimídia com audiodescrição e Libras, entre outros, integram o programa

Como parte da programação especial da 6ª Primavera dos Museus, promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), durante o mês de setembro, o Museu Índia Vanuíre, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, administrada em convênio com a ACAM Portinari, em Tupã, lançará o seu projeto de acessibilidade para a exposição “Tupã Plural”.

O material, que conta com aplicativos multissensoriais compostos por maquetes táteis do edifício do museu e de uma terra indígena, réplicas tridimensionais de objetos da exposição, aplicativos multimídia para documentários com audiodescrição e janela de Libras (Língua Brasileira dos Sinais), contempla os públicos que possuem deficiência visual, auditiva, intelectual ou múltiplas deficiências.
A apresentação do material será dividida em três etapas. A primeira, que acontece no dia 27 de setembro (quinta-feira), visa capacitar a equipe do museu. As outras duas , que acontecem no dia 28/8 (sexta-feira), apresentarão o material para profissionais de instituições que atendem pessoas com deficiências e especialistas de museus da região.

A programação do evento traz, ainda, atividades voltadas ao público universitário. No dia 25/9, o potencial educativo do museu será debatido com os alunos de pedagogia da Faccat (Faculdade de Ciências Contábeis e de Administração de Empresas), às 20h. Já no dia 27/9, os alunos do curso de extensão da Unesp (Universidade Estadual Paulista) participarão de uma visita guiada ao museu.

Para encerrar, no dia 28/8, o público poderá conferir o coral da Fadap (Faculdade de Direito da Alta Paulista), que se apresenta no auditório do museu, às 19h30.

O Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre está localizado na Rua Coroados, nº 521, Centro. Outras informações podem ser obtidas por telefone (14) 3491-2333 ou pelo site: www.museuindiavanuire.org.br

Núcleo da Notícia Comunicação Corporativa:
Tel. (16) 3237-7367/68
Dayane Malta da Silva – (16) 9233-3014
dayanemalta@nucleodanoticia.com.br
Juliana Dias - (16) 9233-1823
julianadias@nucleodanoticia.com.br
André Luís Rezende – (16) 8142-4299
andreluisrezende@nucleodanoticia.com.br
www.nucleodanoticia.com.br
Secretaria de Estado da Cultura:
Renata Beltrão – (11) 2627-8164
rmbeltrao@sp.gov.br
Giulianna Correia - (11) 2627-8243
gcorreia@sp.gov.br



[voltar ao índice]







Maxpress Net
21/09/2012
Clube da Fibra 2012 reúne especialistas e produtores para debater o papel do Brasil nas Cadeias Agrícolas Mundiais
Unesp citada

Tradicional evento está em sua 18ª edição e será realizado de 23 e 26 de setembro, em Punta Del Leste, no Uruguai

A safra 11/12 do algodão brasileiro encerrou-se no mês de julho com um recorde na exportação da fibra. O consumo mundial deve crescer 3,0%. A expectativa é de que os Estados Unidos aumentem as exportações de algodão, enquanto a previsão para o Brasil é de queda nos embarques. Para abordar todo esse cenário e toda a Cadeia agrícola mundial, a FMC Agricultural Products realiza a 18ª edição do Clube da Fibra que será realizado de 23 a 26 de setembro, no Conrad Punta Del Leste Resort & Casino, em Punta Del Leste, no Uruguai.

Grandes empresários agrícolas estarão presentes no evento e especialistas renomados representando entidades do segmento como Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado de Mato Grosso (Aprosoja), Associação Brasileira do Agronegócio (ABAG), Conselho Superior do AgroNegócio da FIESP (COSAG), Associação Comercial de São Paulo e Conselheiro da Sociedade Rural Brasileira e Agroconsult também abordarão o papel do Brasil nas Cadeias Agrícolas Mundiais e as perspectivas da cotonicultura mundial.

O presidente da FMC Corporation América Latina, Antônio Carlos Zem, destaca a abordagem do debate do Clube da Fibra. “Como pioneira no mercado de defensivos para cotonicultura brasileira, a FMC tem o compromisso de levar conhecimento para os produtores com esses debates enriquecedores e troca de informações para estarem atentos às oportunidades, auxiliando no aumento da produtividade e rentabilidade nas lavouras. Em julho, o Brasil bateu recordes na exportação de fibras, foram enviadas 1.043.354 milhão de toneladas ao exterior e o consumo mundial vai crescer e a FMC quer estar sempre junto apresentando novas tecnologias para os produtores e trazendo melhorias para a agricultura brasileira”, destaca Zem.

Clube da Fibra

O Clube da Fibra é referência como fórum de discussão dos desafios e oportunidades da cadeia produtiva de algodão. O sucesso da iniciativa incentivou a criação da Associação Brasileira dos Produtores de algodão (Abrapa), em 1999, consolidando, assim, a criação de um espaço de discussão de alto nível e uma representação moderna e ativa em busca de oportunidades para o agronegócio brasileiro.

Programação do evento
23/09 - Saída do Brasil – depende da sua localidade, haverá avião fretado direto de Cuiabá e Brasília.
Dia 23/09
19:30h: Coquetel e Jantar especial de abertura
Antonio Zem - Presidente FMC Corporation América Latina
Dia 24/09
8:30h - 8:45h: Abertura Oficial 18º. Edição do Clube da Fibra
8:45h - 9:00h: O Futuro pede passagem
Ronaldo Pereira – Diretor Comercial FMC
9:00h - 9:30h: Painel ABRAPA
Sérgio De Marco - Presidente da ABRAPA
Marcos Fava Neves - Professor Titular da FEA-RP/USP

9:30 as 10: 45 - O papel do Brasil nas Cadeias Agrícolas Mundiais – Plataforma Agro +20
Palestrante – Marcos Sawaya Jank - Especialista em temas globais de agronegócio e bioenergia
Roberto Rodrigues - Coordenador do Centro de Agronegócios da Fundação Getulio Vargas e Professor do Departamento de Economia Rural da UNESP – Jaboticabal.
10:45h - 11:15h: Coffee break
11:15 as 13:00 - Perspectivas das Cadeias
Cadeia Cana – Luis Carlos Correa Carvalho, Diretor da Canaplan e Presidente da ABAG.
Cadeia Soja e Milho – Ricardo Tomczyk, Vice presidente da Aprosoja.
Cadeia Algodão – Sérgio de Marco, Presidente da ABRAPA
Cadeia Carne - João de Almeida Sampaio Filho, Presidente do COSAG- Conselho Superior do AgroNegócio da FIESP, Vice-Presidente da Associação Comercial de São Paulo e Conselheiro da Sociedade Rural Brasileira
Coordenador André Pessôa, Sócio-Diretor da Agroconsult Ltda.

13:00h - 15:00h: Almoço - Restaurante Brisas e Manjares
Dia 25/09
9h00h - 11:00h: Cotton Lounges – Lounges CaseIH e Heringer
11:00h - 11h15: Coffee break
Teatro
11:15h - 12:30: Maestro João Carlos Martins
12:30h - 14:30h: Almoço
Serviço

18ª edição do Clube da Fibra
23 a 26 de setembro
Local: Conrad Punta Del Leste Resort & Casino – Punta Del Leste, Uruguai

Sobre a FMC

A FMC Corporation é uma companhia química americana que atua globalmente há mais de um século com soluções inovadoras, aplicações e produtos de qualidade nos diversos setores como agrícola, industrial, ambiental e de consumo. A empresa emprega cerca de cinco mil e quinhentas pessoas e está presente em 34 países. Em 2011, a FMC teve seu faturamento anual de aproximadamente US$ 3,4 bilhões e opera seus negócios em três segmentos: produtos agrícolas, químicos especiais e produtos químicos industriais.

No Brasil, a FMC Agricultural Products, uma das principais empresas do segmento de defensivos agrícolas do País, está sediada em Campinas (SP). Com uma extensa linha de produtos para controle de pragas, plantas daninhas e doenças em culturas como algodão, arroz, batata, café, cana-de-açúcar, citros, milho, soja, tabaco, tomate, entre outras, a FMC vem reforçando sua posição no mercado de produtos voltados ao cultivo de grãos, HF, Café e Citrus.

Com faturamento anual de US$ 600 milhões em 2011, a FMC Agricultural Products é focada em nichos de mercado nos quais a liderança é conquistada por meio de investimentos em pesquisa, orientação ao cliente, novas tecnologias, segurança e, principalmente, em pessoas motivadas e predispostas em se inovar e se superar. Até 2014, a empresa lançará mais de 40 novos produtos, cujos registros já estão em andamento. A expansão do portfólio faz parte dos investimentos da empresa em tecnologia em prol de melhor rentabilidade na produção agrícola. Dentro de quatro anos, a empresa visa dobrar seu faturamento anual.

A empresa se destaca por ser ágil, dinâmica, focada em antecipar as necessidades dos clientes, no resultado dos negócios, e na sustentabilidade social e ambiental das comunidades onde está presente. FMC. Uma empresa que se propõe sempre a Fazer Mais pelo Campo e acredita que o seu sucesso está no sucesso de todos os elos da cadeia: clientes, colaboradores e fornecedores.

www.fmc.com
www.fmcagricola.com.br

Setembro/2012
Informações para a imprensa:
Alfapress Comunicações
Thaís Frausto (19) 2136-3506 / (19) 9788-6829
thais.frausto@alfapress.com.br
Eduardo Vella – (19) 2136-3515 – (19) 9606-1509
eduardo.vellla@alfapress.com.br

Data 23/09/2012

Endereço Conrad Punta Del Leste Resort & Casino



[voltar ao índice]







Maxpress Net
21/09/2012
Confira a programação da próxima semana (24 a 28/9) do Museu Índia Vanuíre
Unesp citada

"PROGRAMAÇÃO PERMANENTE
“Museu e Cidadania”
Data: 26/9/2012
Serão desenvolvidas atividades lúdicas e reflexivas com os internos da “Clínica Dom Bosco”, criando condições à socialização de cidadãos portadores de necessidades especiais. A atividade busca aproximar o museu do grupo e, a cada atividade, refletir a melhor forma de trabalhar o respeito à diversidade cultural, em questões que envolvem a ética e a cidadania, propondo momentos de entretenimento e aprendizagem cultural.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 15h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita

“Em Cartaz no Museu”
Data: 26/9/2012
Neste mês, o “Em Cartaz no Museu” exibe o episódio “Nossas Línguas”, da série Índios no Brasil. Produzido pelo grupo Vídeo nas Aldeias, o documentário trata a importância da língua para as comunidades indígenas, no que diz respeito à preservação de sua identidade étnica. O filme também aborda o cotidiano das populações indígenas do Brasil. Após a exibição, haverá uma roda de conversa com os participantes.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 10h e às 14h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita
Projeto “Museu e Escola Indígena”
Data: 26/9/2012
O “Museu e Escola Indígena” deste mês apresentará o trabalho desenvolvido nas visitas monitoradas, realizadas pela instituição junto aos grupos escolares, para os professores da escola estadual Indígena Índia Vanuíre. A ação tem como objetivo refletir sobre o conceito de museu e como a instituição pode atuar na construção da imagem que o brasileiro tem dos indígenas.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 16h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita

6ª PRIMAVERA DOS MUSEUS

""Potencial Educativo de um Museu""
Data: 25/9/2012
Integrar o grupo de estudantes de pedagogia das faculdades Faccat ao trabalho realizado pelo museu e habilitar os futuros professores a articularem o trabalho desenvolvido na sala de aula com as ações realizadas pela instituição. Esses são alguns dos objetivos da atividade do Museu Índia Vanuíre no dia 25 de setembro, durante a Primavera dos Museus. Com a programação a instituição espera estabelecer um plano de ações com os responsáveis pela formação dos futuros visitantes.
Local: Faculdades Faccat (Rua Cherentes, nº 36 Centro – Tupã/SP)
Horário: às 20h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita
""Leitura Interpretativa de Imagem""
Data: 26/9/2012
O Museu Índia Vanuíre promoverá uma visita orientada à exposição temporária “Amazônia Viva – Tyryetê Kaxinawá”. Na ocasião, o grupo instigará os participantes a observarem atentamente às imagens e depois pedirá para que cada um deles fale sobre o que viu. Cada um deverá apontar a imagem que mais lhe agradou e o motivo. A segunda parte da atividade consistirá numa visita orientada à exposição “Tupã Plural”. Durante o passeio, eles deverão identificar algo que se relacione diretamente com a imagem da mostra que mais gostaram. Em seguida, os participantes irão expor as relações estabelecidas entre a exposição temporária e o ambiente do museu.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 10h e às 15h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita
“Índio no Museu”
Como resposta ao esforço empreendido por comunidades indígenas de todo o país, no que diz respeito à preservação e transmissão de sua memória, o Museu Índia Vanuíre estende para além do dia 19 de abril a comemoração do Dia do Índio. Neste mês, integrando a programação da 6ª Primavera dos Museus, as atividades serão desenvolvidas em todas as quintas-feiras.
Dia: 27/9 – Bate-papo com a participação de Rosemeire Barbosa, Kaingang da T.I. Vanuíre, Arco Íris/SP.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 9h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita
Apresentação do Projeto de Acessibilidade da Exposição de Longa Duração “Tupã Plural”
O Museu Índia Vanuíre recebe em setembro um novo projeto de acessibilidade para a exposição “Tupã Plural”. O material conta com aplicativos multissensoriais compostos por maquetes táteis do edifício do museu e de uma terra indígena, réplicas de objetos tridimensionais, aplicativos multimídia para documentários, como audiodescrição e janela de Libras (Língua Brasileira dos Sinais) contemplando públicos que possuem deficiência visual, auditiva, intelectual e múltiplas deficiências. A apresentação do projeto será dividida em três etapas:
Dia: 27/9, às 10h - Atividade de capacitação para a equipe do museu.
Dia: 28/9, às 9h - Apresentação para profissionais de museus da região. Às 14h, o projeto será exibido para os profissionais que trabalhem em instituições que atendem de pessoas com deficiência.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita

""Visita Guiada""
Data: 27/9/2012
Para marcar o encerramento do curso de “Extensão Memória Histórica e Cidadania: Colonialismo e Ditaduras (Século XX e XXI)”, realizado pelo Departamento de História e Laboratório de História e Meio Ambiente da Unesp/Assis, os alunos irão fazer uma visita guiada pelo museu, seguida por uma apresentação institucional.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 14h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita
Apresentação musical do coral das Faculdades Fadap de Tupã/SP
Data: 28/9/2012
No dia 28/9, o Museu Índia Vanuíre recebe a apresentação do coral “Edelwiss” da faculdade Fadap/FAP. O grupo de aproximadamente de 30 integrantes será acompanhado por um instrumentista. De repertório eclético, o programa é composto por músicas populares, eruditas e folclóricas em várias línguas, como inglês, espanhol, italiano, latim e japonês, além do português.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 19h30
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita
Núcleo da Notícia Comunicação Corporativa:
Tel. (16) 3237-7367/68
Dayane Malta da Silva – (16) 9233-3014
dayanemalta@nucleodanoticia.com.br
Juliana Dias - (16) 9233-1823
julianadias@nucleodanoticia.com.br
André Luís Rezende – (16) 8142-4299
andreluisrezende@nucleodanoticia.com.br
www.nucleodanoticia.com.br
Secretaria de Estado da Cultura:
Renata Beltrão – (11) 2627-8164
rmbeltrao@sp.gov.br
Giulianna Correia - (11) 2627-8243
gcorreia@sp.gov.br

"

[voltar ao índice]







Midia News
21/09/2012
MEC quer melhorar fiscalização de faculdades particulares
Unesp citada

Ministério pretende criar superinstituto dentro de até dois anos

UOL

O MEC (Ministério da Educação) pretende criar um superintinstituto para avaliar e regular o ensino superior no país. É o Insaes (Instituto Nacional de Supervisão e Avaliação da Educação Superior). O órgão será dirigido por um presidente e até seis diretores: de administração, regulação, supervisão, avaliação, e tecnologia da informação e de certificação de entidades beneficentes.

A previsão é de que o Insaes tenha 550 funcionários. Também haverá corregedoria, ouvidoria e Procuradoria Federal, além de um conselho consultivo. O processo de implantação é estimado em dois anos.

A nova entidade será responsável por algumas funções que, até então, eram do Inep (Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais), como visitas às instituições de ensino superior para avaliação. Além disso, o Insaes também terá, entre suas atribuições, autorizar, reconhecer e renovar o reconhecimento de cursos de graduação e certificar entidades beneficentes que atuem na área de educação superior e básica.

Superpoderes

O projeto que cria a entidade foi enviado pelo Executivo e tramita em regime de prioridade na Câmara de Deputados.

A autarquia também poderá aplicar punições aos estabelecimentos que descumprirem as regras. Entre elas estão: descredenciamento institucional, desativação de cursos, redução de vagas, inabilitação dos dirigentes para cargos de gestão em instituições de educação superior de até dez anos, e multa que vai de R$ 5 mil a R$ 500 mil reais.

“Caso não sejam tomados os devidos cuidados, enterraremos de uma vez por todas o fruto de uma experiência que está sendo construída coletivamente, baseada no Sinaes (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior) e no Inep. A proposta da criação do Insaes faz com que o processo de avaliação passe a ter um só agente condutor e vários coadjuvantes, em que todas as responsabilidades ficam concentradas, ficando com poderes maiores que o próprio MEC”, afirma Gabriel Mario Rodrigues, presidente da ABMES (Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior).

Para o MEC, a nova autarquia vai apenas aprimorar e tornar o sistema mais eficiente. Para isso, o governo enxergou a necessidade de se criar uma carreira estatal específica do avaliador, que será um dos servidores do Insaes.

A aplicação do Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudante) continuará a cargo do Inep, assim como a realização do Censo da Educação Superior. De acordo com a legislação, o MEC, por meio de suas secretarias, deve exercer as funções de regulação e supervisão do setor. Hoje, é a Seres (Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior) a responsável por regular e supervisionar instituições e cursos superiores. Já o CNE (Conselho Nacional de Educação) delibera sobre as decisões e pareceres da secretaria.
Custos

O projeto de lei que cria o órgão tem como autor, além do MEC, os ministérios da Fazenda e do Planejamento.

Dos 550 cargos que o projeto propõe, 350 são de especialista em avaliação e supervisão da educação superior, 150 são de analista administrativo e 50 de técnico administrativo. O maior salário é estimado em R$ 7.201.

A lei ainda apresenta o detalhamento de gratificações, ingresso, promoção, progressão e avaliação dos futuros servidores em suas respectivas carreiras.

Os servidores da Seres (Secretaria de Regulação e Supervisão da Educação Superior) serão redistribuídos no Insaes. A receita da entidade será baseada em dotações consignadas no orçamento-geral da União, doações, na arrecadação das taxas de avaliação in loco (que hoje é de R$ 6.960) e de supervisão e também do valor das multas aplicadas às instituições.

Os ministérios autores do projeto ressaltam que, num primeiro momento, não haverá impacto orçamentário por conta da criação dos cargos efetivos – isso ocorrerá apenas com a autorização de futuros concursos públicos para o preenchimento de novas vagas. Dessa forma, apenas em 2014 o provimento dos cargos terá início. Caso todos sejam preenchidos, os custos serão de R$ 43,4 milhões. Para os cargos que já existem e que apenas serão adicionados, o impacto deve ser de R$ 3,7 milhões a partir da publicação da lei.
Impacto

De acordo com a lei, a Conaes (Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior) passará a ser presidida por um representante do Insaes, que será adicionado ao grupo. Já a Câmara de Educação Superior do CNE (Conselho Nacional de Educação) terá como membro nato, além do secretário de educação superior, o presidente do Insaes, que será nomeado pela Presidência.

Para o professor Lalo Watanabe Minto, especialista em ensino superior da Unesp (Universidade Estadual Paulista), campus de Marília, a lei trata muito mais da estrutura do novo órgão do que de suas metas. “O texto fala muito mais do pagamento e avaliação de rendimento dos funcionários do que das reais funções do instituto”, afirma.

O Brasil tem hoje 2.378 instituições de ensino superior, das quais 88,3% são privadas. O País tem 6.379.299 matrículas em cursos de graduação – 74,2% delas no setor privado.



[voltar ao índice]







Midia News
21/09/2012
Abertas inscrições para o 2º Seminário de Educação Física
Unesp citada

O evento reunirá pesquisadores e palestrantes de várias instituições do país

DA ASSESSORIA

Estão abertas as inscrições para o 2º Seminário de Educação Física do Pantanal Mato-grossense, evento que ocorrerá em Cáceres, entre os dias 17 e 20 de outubro. O encontro propõe discutir os desafios contemporâneos na Educação Física escolar, da formação inicial até a inserção profissional.

A programação prevê a realização de mesas redonda, oficinas, mini-cursos, apresentação em forma de comunicação oral e pôster. Os interessados podem se inscrever em nove possibilidades de minicurso.

As palestras e mesas redondas abordarão as temáticas: Licenciatura ampliada na Educação Física, importância da pesquisa, pesquisa qualitativa, ano Olímpico e os megaeventos no Brasil, base de conhecimentos na formação de professores, currículo multicultural, práticas corporais como prática de saúde e de cuidado no contexto da promoção da saúde, professor nas unidades de atenção primária a saúde, aprendizagem motora: problemas e contextos na formação da criança, Educação Física escolar e as implicações para promoção de saúde, Ensino da Educação física e a cultura escolar e corpo, cultura e ambiente escolar.

O evento reunirá pesquisadores e palestrantes de várias instituições do país entre elas: Unesp, USP, UFPEL, UFBA, UFRGS, UFES, UFS, UNICSUL, Universidade Gama Filho, Universidade Estácio de Sá, UFMG, IFMT e Unemat.

As inscrições podem ser feitas diretamente no site do evento: https://sites.google.com/site/2sefipaa/inscricao. Para outras informações ligue: (65) 3221-0519, no departamento de Educação Física.



[voltar ao índice]







O Documento
21/09/2012
Abertas as inscrições para 2º Seminário de Educação Física
Unesp citada

20/09/2012 - 17h11

Da Redação
Estão abertas as inscrições para o 2º Seminário de Educação Física do Pantanal Mato-grossense, evento que ocorrerá em Cáceres, entre os dias 17 e 20 de outubro. O encontro propõe discutir os desafios contemporâneos na Educação Física escolar, da formação inicial até a inserção profissional.
A programação prevê a realização de mesas redonda, oficinas, mini-cursos, apresentação em forma de comunicação oral e pôster. Os interessados podem se inscrever em nove possibilidades de minicurso.
As palestras e mesas redondas abordarão as temáticas: Licenciatura ampliada na Educação Física, importância da pesquisa, pesquisa qualitativa, ano Olímpico e os megaeventos no Brasil, base de conhecimentos na formação de professores, currículo multicultural, práticas corporais como prática de saúde e de cuidado no contexto da promoção da saúde, professor nas unidades de atenção primária a saúde, aprendizagem motora: problemas e contextos na formação da criança, Educação Física escolar e as implicações para promoção de saúde, Ensino da Educação física e a cultura escolar e corpo, cultura e ambiente escolar.
O evento reunirá pesquisadores e palestrantes de várias instituições do país entre elas: Unesp, USP, UFPEL, UFBA, UFRGS, UFES, UFS, UNICSUL, Universidade Gama Filho, Universidade Estácio de Sá, UFMG, IFMT e Unemat. As inscrições podem ser feitas diretamente no site do evento: https://sites.google.com/site/2sefipaa/inscricao. Para outras informações ligue: (65) 3221-0519, no departamento de Educação Física.



[voltar ao índice]







Perfil News
21/09/2012
UEMS abre inscrição para mestrado em Agronomia com parceria da Embrapa
Unesp citada

"Da Redação


Estão abertas, até 28 de setembro, as inscrições para o programa de pós-graduação em Agronomia, na área de concentração e produção vegetal, da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS). Cinco pesquisadores da Embrapa Agropecuária Oeste do município de Dourados integram o quadro de docentes do curso.

O programa de mestrado em Agronomia da UEMS acontece no campus de Aquidauana, na região do alto Pantanal, desde 2009. O projeto, que oferece 18 vagas anuais para profissionais de Agronomia e outras áreas de interesse em concentração vegetal, é uma parceria entre a Universidade e a Embrapa Agropecuária Oeste e também a Embrapa Gado de Corte (Campo Grande/MS).

""É algo muito interessante para a Universidade, porque tem a nossa participação através dos profissionais e da estrutura de pesquisa e também é interessante para a Embrapa pelo trabalho desenvolvido junto a estudantes especializados atuando dentro das nossas linhas de pesquisa"", diz o chefe geral em exercício da Embrapa Agropecuária Oeste, Guilherme Lafoucarde Asmus.


O programa de mestrado conta com várias disciplinas que possibilitam ao aluno o conhecimento de diversas áreas de atuação no setor de concentração e produção vegetal. O projeto possui convênios com a Universidade Estadual de São Paulo (Unesp) – Campus de Jaboticabal – e com a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), em uma parceria que faz parte do plano de expansão a interessados de outros Estados e até países.

Ainda de acordo com o chefe geral em exercício da Embrapa Agropecuária Oeste, essa possibilidade de interação é algo muito importante para as instituições e para os alunos. ""Significa que o programa tem crescido e está se fortalecendo. No processo seletivo do ano passado, já houve interesse de estudantes de várias partes do País e do exterior. Nós temos uma expectativa de abrangência grande com relação a esse curso.""
SERVIÇO

Os interessados em participar do processo seletivo para o curso de mestrado em Agronomia, na área de concentração e produção vegetal, podem se inscrever através do site http://www.uems.br/pgagro/ até o dia 28 de setembro de 2012.

(*) Com informações de Notícias MS

"

[voltar ao índice]







Porto Gente
21/09/2012
As expectativas e especulações do novo regulamento dos portos
Unesp citada

por Carla Diéguez *

Há algumas semanas noticia-se que em breve a Presidente Dilma Rousseff apresentará uma nova regulamentação para o setor portuário, que incluirá a concessão das Companhias Docas ao capital privado e também a inclusão da possibilidade de movimentação de cargas de terceiros por terminais privativos.

Esta expectativa vem gerando um conjunto de especulações. Uma delas refere-se à mão de obra, que, segundo especula-se, poderia deixar de ser avulsa, com a extinção do Ogmos. Também fala-se sobre a extinção dos CAPs caso as autoridades portuárias sejam concedidas a iniciativa privada.

O que temos de concreto é que há um plano, desde o Governo Lula e que academicamente foi exposto na tese de David Goldberg, de conceder as Cias Docas ao capital privado. A criação da SEP foi um sinal de que Lula queria melhorar o sistema portuário, mas não de que ele queria manter a sua gestão total nas mãos do Estado. O Plano Geral de Outorgas, feito pela Antaq ainda no Governo Lula, tinha o objetivo de mapear áreas para a construção de novos portos – via capital privado – e identificar as Cias Docas passíveis de concessão privada. Ou seja, não há novidade no movimento agora realizado pela Presidente Dilma Rousseff. .

O resto é especulação que surge quando um plano desta magnitude coloca-se sobre determinado setor. Em outros portos do mundo, como Rotterdam, as autoridades portuárias estão nas mãos de empresas mistas, o que não impediu que os pools de trabalhadores continuassem a existir sem qualquer sinal de vinculação aos terminais privativos.

Os CAPs, como instâncias tripartites, também não devem desaparecer. No Brasil mesmo temos um porto concedido a iniciativa privada, o Porto de Imbituba, que tem um CAP atuante. Os CAPs prezam por um princípio que vem sendo propagado pelos principais órgãos supraestatais: o tripartismo.

Ou seja, o que temos são mais temores do que não sabemos do que realmente propostas concretas. A falta de diálogo entre o Poder Executivo Federal e as agentes do setor ajuda a espalhar tais especulações, que hoje são apenas expectativas diante de um cenário nebuloso. Contudo, há que ficar alerta, pois, nem sempre os ventos sopram a favor.

Referência
GOLDBERG, David Joshua Krepel. Regulação do Setor Portuário no Brasil: Análise do Novo Modelo de Concessão dos Portos Organizados. 2009. Dissertação (Mestrado em Engenharia Naval e Oceânica) – Escola Politécnica, Universidade de São Paulo, São Paulo. Disponível em

* Carla Regina Mota Alonso Diéguez é mestre em Sociologia pela USP (2007), com ênfase em sociologia do trabalho, e bacharel em Ciências Sociais pela Unesp (2001). Atualmente, é docente e pesquisadora da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo com atuação nas linhas de pesquisa sociologia do desenvolvimento e sociologia do trabalho e doutoranda em Ciências Sociais pela Universidade de Campinas (Unicamp). E-mail: cadieguez@hotmail.com.



[voltar ao índice]







RádioWebMS
21/09/2012
OUÇA: Atividades físicas ajudam a retardar efeitos do mal de alzheimer
Unesp citada

22:57:00 Radioweb MS

Campo Grande (MS)- Hoje, 21 de setembro, é o Dia Mundial do Alzheimer Estudo feito por pesquisadores da Unesp, Universidade Estadual Paulista, mostra que exercícios físicos moderados ajudam a controlar o Mal de Alzheimer. A doença, que costuma atingir pessoas idosas, reduz o entendimento do paciente sobre as coisas e a capacidade de trabalho e relação social. Desde 2006, os pesquisadores juntaram ao tratamento com remédios um programa de atividade física oferecido pela própria Universidade. O médico e pesquisador da Unesp, José Luiz Riani conta que as atividades mostraram melhoras consideráveis nos pacientes atendidos pela Universidade.

Além de retardar os efeitos do Alzheimer, os exercícios físicos podem prevenir a doença. É o que explica a coordenadora da Saúde do Idoso do Ministério da Saúde, Elen Bernin.

De acordo com a especialista, além dos exercícios físicos, cuidar da alimentação e exercitar o cérebro com música e leitura também ajudam a prevenir e a retardar os distúrbios causados pela doença.

Download link Boletim_10hs_20_09_12_102344028.mp3


[voltar ao índice]







Refrescante
21/09/2012
Consulta para novo reitor e vice da Unesp: Durigan e Marilza obtêm 90% da votação
Unesp citada

A chapa Excelência Institucional, composta pelo vice-reitor licenciado no exercício da reitoria Julio Cezar Durigan, professor da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV), Câmpus de Jaboticabal, e a atual pró-reitora de pós-graduação licenciada Marilza Vieira Cunha Rudge, da Faculdade de Medicina, Câmpus de Botucatu, obteve 89,61% dos votos na consulta realizada de 17 a 20 de setembro via online.

setembro 21, 2012

A chapa Excelência Institucional, composta pelo vice-reitor licenciado no exercício da reitoria Julio Cezar Durigan, professor da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV), Câmpus de Jaboticabal, e a atual pró-reitora de pós-graduação licenciada Marilza Vieira Cunha Rudge, da Faculdade de Medicina, Câmpus de Botucatu, obteve 89,61% dos votos na consulta realizada de 17 a 20 de setembro via online. O resultado foi divulgado hoje, 21 de setembro, pela Comissão Eleitoral Central da Unesp.

De acordo com as normas do pleito, o resultado da consulta será homologado pelo Colégio Eleitoral, em reunião no dia 2 de outubro às 14h30. Nesta mesma reunião, serão elaboradas duas listas tríplices, uma para reitor e outra para vice, e enviadas ao chefe do Executivo paulista, governador Geraldo Alckmin. Cabe a ele dar a palavra final sobre quem será o futuro reitor da Unesp. A chapa escolhida administrará a Universidade no quadriênio 2013-2016. A posse está prevista para janeiro de 2013.

“A Universidade deu uma grande demonstração democrática durante os quatro dias de eleições”, destacou José Luis Bizelli, presidente da Comissão Eleitoral Central.

As listas tríplices para reitor e vice serão formadas pelos candidatos da Chapa Avanço Institucional, composta por Durigan e Marilza, e por mais quatro nomes, dois para reitor e dois para vice, indicados pelo Colégio Eleitoral, presidido pelo pró-reitor de administração no exercício da reitoria Ricardo Samih Georges Abi Rached.

No Portal Unesp (www.unesp.br) estão disponíveis o resultado geral da consulta e o resultado por unidade, bem como um podcast com Durigan e Marilza que falam sobre os desafios para a próxima gestão.

Assessoria de Comunicação e Imprensa da Unesp
(11) 5627-0329/0330/0429/566
unesp.imprensa@reitoria.unesp.br
.



[voltar ao índice]







Refrescante
21/09/2012
Unesp seleciona docente para Câmpus de Presidente Prudente
Unesp citada

"setembro 21, 2012

A Unesp está com inscrições abertas para o concurso que selecionará um profissional para uma vaga de professor assistente, com titulação mínima de doutor, no conjunto de disciplinas: “Estruturas de Dados I”; “Estruturas de Dados II”; “Computação Gráfica e Processamento Digital de Imagens”, junto ao departamento de Matemática e Computação, da Faculdade de Ciências e Tecnologia, do Câmpus de Presidente Prudente (SP).

As inscrições poderão ser feitas até o dia 25 de setembro. O profissional selecionado trabalhará em Regime de Dedicação Integral à Docência e à Pesquisa (RDIDP), com salário de R$ 8.715,12. Caso o aprovado seja portador do título de Livre-Docente, a remuneração será de R$ 10.390,17.

A seleção incluirá prova de títulos, prova didática e prova escrita. A prova de títulos consistirá no julgamento do currículo lattes ou memorial, quando serão analisadas as atividades de formação didática e científica, com maior relevância para as atividades relacionadas com as disciplinas em concurso.

A prova didática constará de aula teórica em nível de graduação, com duração de no mínimo 40 minutos e no máximo de 60 minutos, sobre tema a ser sorteado com 24 horas de antecedência. A prova escrita será composta de questões dissertativas sobre o programa do concurso.

Mais informações: www.unesp.br/concursos

Fabiana Manfrim
.

"

[voltar ao índice]







Refrescante
21/09/2012
Inscrições para o vestibular dos cursos de graduação a distância da UFSCar podem ser feitas até segunda-feira
Unesp citada

Até o dia 24 de setembro, próxima segunda-feira, estão abertas as inscrições para o Vestibular UFSCar EaD 2012 com oferta de 770 vagas nos cursos de Educação Musical, Engenharia Ambiental, Pedagogia, Sistemas de Informação e Tecnologia em Produção Sucroalcooleira oferecidos na modalidade a distância.

setembro 21, 2012

Até o dia 24 de setembro, próxima segunda-feira, estão abertas as inscrições para o Vestibular UFSCar EaD 2012 com oferta de 770 vagas nos cursos de Educação Musical, Engenharia Ambiental, Pedagogia, Sistemas de Informação e Tecnologia em Produção Sucroalcooleira oferecidos na modalidade a distância. As vagas são distribuídas entre 13 polos de apoio presencial localizados nos seguintes municípios do Estado de São Paulo: Araras, Bálsamo, Barretos, Cubatão, Franca, Guarulhos, Itapetininga, Itapevi, Jales, Jaú, São Carlos, São José dos Campos e Tarumã.

O regulamento do processo seletivo (www.vunesp.com.br) dispõe sobre quais cursos estão com vagas abertas em cada polo e traz todas as normas para a seleção, calendário, conteúdo das provas e as regras para o ingresso por reserva de vagas, como parte do Programa de Ações Afirmativas da UFSCar. Nesse processo seletivo, 40% das vagas estão reservadas aos candidatos que tenham cursado o Ensino Médio integralmente em escolas da rede pública de ensino e, desse percentual, 35% das vagas estão reservadas aos candidatos que, além do critério anterior, se autodeclarem como negros, ou seja, pretos ou pardos, nos termos do regulamento.

De acordo com Daniel Mill, coordenador da UAB-UFSCar, o modelo de Educação a Distância (EaD) utilizado pela Instituição tem como diferencial o fato do corpo docente ser formado por doutores preparados para atuar em educação a distância. Além do docente responsável pela disciplina, cada grupo de alunos tem o apoio de um tutor virtual, com especialização na área da disciplina, que orienta os alunos via ambiente virtual, afirma o coordenador.

A metodologia de EaD utilizada pela UAB-UFSCar está baseada na utilização de um ambiente virtual de aprendizagem – Moodle -, disponibilizado via Internet. Esse ambiente é o espaço de trabalho e socialização dos estudantes, professores e tutores virtuais. Nessa metodologia, o aluno deve disponibilizar de 20 a 25 horas semanais para o estudo, além de realizar atividades presenciais no polo.
Os cursos da UFSCar são inteiramente gratuitos e o aluno também recebe, sem pagar nada, materiais didáticos em diferentes mídias produzidos por profissionais altamente capacitados da própria Universidade.

As inscrições para o Vestibular devem ser efetuadas exclusivamente pela Internet, em www.vunesp.com.br. A taxa de inscrição é de R$100. As provas serão realizadas no dia 21 de outubro, nos polos das cidades que oferecem vagas. Mais informações podem ser obtidas também no site www.vestibular.ufscar.br.
.



[voltar ao índice]







Refrescante
21/09/2012
Museu Índia Vanuíre lança projeto de acessibilidade durante 6ª Primavera dos Museus
Unesp citada

Como parte da programação especial da 6ª Primavera dos Museus, promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), durante o mês de setembro, o Museu Índia Vanuíre, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, administrada em convênio com a ACAM Portinari, em Tupã, lançará o seu projeto de acessibilidade para a exposição “Tupã Plural”.
O material, que conta com aplicativos multissensoriais compostos por maquetes táteis do edifício do museu e de uma terra indígena, réplicas tridimensionais de objetos da exposição, aplicativos multimídia para documentários com audiodescrição e janela de Libras (Língua Brasileira dos Sinais), contempla os públicos que possuem deficiência visual, auditiva, intelectual ou múltiplas deficiências.

setembro 21, 2012

Como parte da programação especial da 6ª Primavera dos Museus, promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), durante o mês de setembro, o Museu Índia Vanuíre, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, administrada em convênio com a ACAM Portinari, em Tupã, lançará o seu projeto de acessibilidade para a exposição “Tupã Plural”.

O material, que conta com aplicativos multissensoriais compostos por maquetes táteis do edifício do museu e de uma terra indígena, réplicas tridimensionais de objetos da exposição, aplicativos multimídia para documentários com audiodescrição e janela de Libras (Língua Brasileira dos Sinais), contempla os públicos que possuem deficiência visual, auditiva, intelectual ou múltiplas deficiências.
A apresentação do material será dividida em três etapas. A primeira, que acontece no dia 27 de setembro (quinta-feira), visa capacitar a equipe do museu. As outras duas , que acontecem no dia 28/8 (sexta-feira), apresentarão o material para profissionais de instituições que atendem pessoas com deficiências e especialistas de museus da região.

A programação do evento traz, ainda, atividades voltadas ao público universitário. No dia 25/9, o potencial educativo do museu será debatido com os alunos de pedagogia da Faccat (Faculdade de Ciências Contábeis e de Administração de Empresas), às 20h. Já no dia 27/9, os alunos do curso de extensão da Unesp (Universidade Estadual Paulista) participarão de uma visita guiada ao museu.

Para encerrar, no dia 28/8, o público poderá conferir o coral da Fadap (Faculdade de Direito da Alta Paulista), que se apresenta no auditório do museu, às 19h30.

O Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre está localizado na Rua Coroados, nº 521, Centro. Outras informações podem ser obtidas por telefone (14) 3491-2333 ou pelo site: www.museuindiavanuire.org.br

Núcleo da Notícia Comunicação Corporativa:
Tel. (16) 3237-7367/68
Dayane Malta da Silva – (16) 9233-3014
dayanemalta@nucleodanoticia.com.br
Juliana Dias – (16) 9233-1823
julianadias@nucleodanoticia.com.br
André Luís Rezende – (16) 8142-4299
andreluisrezende@nucleodanoticia.com.br
www.nucleodanoticia.com.br
Secretaria de Estado da Cultura:
Renata Beltrão – (11) 2627-8164
rmbeltrao@sp.gov.br
Giulianna Correia – (11) 2627-8243
gcorreia@sp.gov.br

.



[voltar ao índice]







Refrescante
21/09/2012
Confira a programação da próxima semana (24 a 28/9) do Museu Índia Vanuíre
Unesp citada

PROGRAMAÇÃO PERMANENTE
“Museu e Cidadania”
Data: 26/9/2012
Serão desenvolvidas atividades lúdicas e reflexivas com os internos da “Clínica Dom Bosco”, criando condições à socialização de cidadãos portadores de necessidades especiais.

setembro 21, 2012

PROGRAMAÇÃO PERMANENTE
“Museu e Cidadania”
Data: 26/9/2012
Serão desenvolvidas atividades lúdicas e reflexivas com os internos da “Clínica Dom Bosco”, criando condições à socialização de cidadãos portadores de necessidades especiais. A atividade busca aproximar o museu do grupo e, a cada atividade, refletir a melhor forma de trabalhar o respeito à diversidade cultural, em questões que envolvem a ética e a cidadania, propondo momentos de entretenimento e aprendizagem cultural.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 15h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita

“Em Cartaz no Museu”
Data: 26/9/2012
Neste mês, o “Em Cartaz no Museu” exibe o episódio “Nossas Línguas”, da série Índios no Brasil. Produzido pelo grupo Vídeo nas Aldeias, o documentário trata a importância da língua para as comunidades indígenas, no que diz respeito à preservação de sua identidade étnica. O filme também aborda o cotidiano das populações indígenas do Brasil. Após a exibição, haverá uma roda de conversa com os participantes.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 10h e às 14h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita
Projeto “Museu e Escola Indígena”
Data: 26/9/2012
O “Museu e Escola Indígena” deste mês apresentará o trabalho desenvolvido nas visitas monitoradas, realizadas pela instituição junto aos grupos escolares, para os professores da escola estadual Indígena Índia Vanuíre. A ação tem como objetivo refletir sobre o conceito de museu e como a instituição pode atuar na construção da imagem que o brasileiro tem dos indígenas.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 16h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita

6ª PRIMAVERA DOS MUSEUS

Potencial Educativo de um Museu
Data: 25/9/2012
Integrar o grupo de estudantes de pedagogia das faculdades Faccat ao trabalho realizado pelo museu e habilitar os futuros professores a articularem o trabalho desenvolvido na sala de aula com as ações realizadas pela instituição. Esses são alguns dos objetivos da atividade do Museu Índia Vanuíre no dia 25 de setembro, durante a Primavera dos Museus. Com a programação a instituição espera estabelecer um plano de ações com os responsáveis pela formação dos futuros visitantes.
Local: Faculdades Faccat (Rua Cherentes, nº 36 Centro – Tupã/SP)
Horário: às 20h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita
Leitura Interpretativa de Imagem
Data: 26/9/2012
O Museu Índia Vanuíre promoverá uma visita orientada à exposição temporária “Amazônia Viva – Tyryetê Kaxinawá”. Na ocasião, o grupo instigará os participantes a observarem atentamente às imagens e depois pedirá para que cada um deles fale sobre o que viu. Cada um deverá apontar a imagem que mais lhe agradou e o motivo. A segunda parte da atividade consistirá numa visita orientada à exposição “Tupã Plural”. Durante o passeio, eles deverão identificar algo que se relacione diretamente com a imagem da mostra que mais gostaram. Em seguida, os participantes irão expor as relações estabelecidas entre a exposição temporária e o ambiente do museu.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 10h e às 15h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita
“Índio no Museu”
Como resposta ao esforço empreendido por comunidades indígenas de todo o país, no que diz respeito à preservação e transmissão de sua memória, o Museu Índia Vanuíre estende para além do dia 19 de abril a comemoração do Dia do Índio. Neste mês, integrando a programação da 6ª Primavera dos Museus, as atividades serão desenvolvidas em todas as quintas-feiras.
Dia: 27/9 – Bate-papo com a participação de Rosemeire Barbosa, Kaingang da T.I. Vanuíre, Arco Íris/SP.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 9h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita
Apresentação do Projeto de Acessibilidade da Exposição de Longa Duração “Tupã Plural”
O Museu Índia Vanuíre recebe em setembro um novo projeto de acessibilidade para a exposição “Tupã Plural”. O material conta com aplicativos multissensoriais compostos por maquetes táteis do edifício do museu e de uma terra indígena, réplicas de objetos tridimensionais, aplicativos multimídia para documentários, como audiodescrição e janela de Libras (Língua Brasileira dos Sinais) contemplando públicos que possuem deficiência visual, auditiva, intelectual e múltiplas deficiências. A apresentação do projeto será dividida em três etapas:
Dia: 27/9, às 10h – Atividade de capacitação para a equipe do museu.
Dia: 28/9, às 9h – Apresentação para profissionais de museus da região. Às 14h, o projeto será exibido para os profissionais que trabalhem em instituições que atendem de pessoas com deficiência.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita

Visita Guiada
Data: 27/9/2012
Para marcar o encerramento do curso de “Extensão Memória Histórica e Cidadania: Colonialismo e Ditaduras (Século XX e XXI)”, realizado pelo Departamento de História e Laboratório de História e Meio Ambiente da Unesp/Assis, os alunos irão fazer uma visita guiada pelo museu, seguida por uma apresentação institucional.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 14h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita
Apresentação musical do coral das Faculdades Fadap de Tupã/SP
Data: 28/9/2012
No dia 28/9, o Museu Índia Vanuíre recebe a apresentação do coral “Edelwiss” da faculdade Fadap/FAP. O grupo de aproximadamente de 30 integrantes será acompanhado por um instrumentista. De repertório eclético, o programa é composto por músicas populares, eruditas e folclóricas em várias línguas, como inglês, espanhol, italiano, latim e japonês, além do português.
Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Horário: às 19h30
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita
Núcleo da Notícia Comunicação Corporativa:
Tel. (16) 3237-7367/68
Dayane Malta da Silva – (16) 9233-3014
dayanemalta@nucleodanoticia.com.br
Juliana Dias – (16) 9233-1823
julianadias@nucleodanoticia.com.br
André Luís Rezende – (16) 8142-4299
andreluisrezende@nucleodanoticia.com.br
www.nucleodanoticia.com.br
Secretaria de Estado da Cultura:
Renata Beltrão – (11) 2627-8164
rmbeltrao@sp.gov.br
Giulianna Correia – (11) 2627-8243
gcorreia@sp.gov.br

.



[voltar ao índice]







Revista Incorporativa
21/09/2012
Museu Índia Vanuíre lança projeto de acessibilidade durante 6ª Primavera dos Museus
Unesp citada

Como parte da programação especial da 6ª Primavera dos Museus, promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram), durante o mês de setembro, o Museu Índia Vanuíre, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, administrada em convênio com a ACAM Portinari, em Tupã, lançará o seu projeto de acessibilidade para a exposição “Tupã Plural”.

O material, que conta com aplicativos multissensoriais compostos por maquetes táteis do edifício do museu e de uma terra indígena, réplicas tridimensionais de objetos da exposição, aplicativos multimídia para documentários com audiodescrição e janela de Libras (Língua Brasileira dos Sinais), contempla os públicos que possuem deficiência visual, auditiva, intelectual ou múltiplas deficiências.

A apresentação do material será dividida em três etapas. A primeira, que acontece no dia 27 de setembro (quinta-feira), visa capacitar a equipe do museu. As outras duas , que acontecem no dia 28/8 (sexta-feira), apresentarão o material para profissionais de instituições que atendem pessoas com deficiências e especialistas de museus da região.

A programação do evento traz, ainda, atividades voltadas ao público universitário. No dia 25/9, o potencial educativo do museu será debatido com os alunos de pedagogia da Faccat (Faculdade de Ciências Contábeis e de Administração de Empresas), às 20h. Já no dia 27/9, os alunos do curso de extensão da Unesp (Universidade Estadual Paulista) participarão de uma visita guiada ao museu.

Para encerrar, no dia 28/8, o público poderá conferir o coral da Fadap (Faculdade de Direito da Alta Paulista), que se apresenta no auditório do museu, às 19h30.

O Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre está localizado na Rua Coroados, nº 521, Centro. Outras informações podem ser obtidas por telefone (14) 3491-2333 ou pelo site: www.museuindiavanuire.org.br

Núcleo da Notícia Comunicação Corporativa:
Tel. (16) 3237-7367/68
Dayane Malta da Silva – (16) 9233-3014
dayanemalta@nucleodanoticia.com.br
Juliana Dias - (16) 9233-1823
julianadias@nucleodanoticia.com.br
André Luís Rezende – (16) 8142-4299
andreluisrezende@nucleodanoticia.com.br
www.nucleodanoticia.com.br

Secretaria de Estado da Cultura:
Renata Beltrão – (11) 2627-8164
rmbeltrao@sp.gov.br
Giulianna Correia - (11) 2627-8243
gcorreia@sp.gov.br

Data de inclusão: 21/09/2012
Fone: (16) 32377367
Contato: Vanessa Santos Empresa: Núcleo da Notícia
Entrar em contato:
Grupo editorial: [Arte-Cultura-Lazer]
Este Release foi visto 66 vezes


[voltar ao índice]







Sim News
21/09/2012
Suco de laranja ajuda a diminuir o colesterol ruim, aponta pesquisa
Unesp citada

Ingerir suco de laranja diariamente, associado a um programa de exercícios moderados, ajuda a diminuir os níveis de colesterol ruim (LDL) no sangue e aumentar os níveis do colesterol bom (HDL), diz uma pesquisa brasileira publicada recentemente.
Data: 20/09/2012, às 16h48

Uma série de estudos feitos pelo Departamento de Alimentos e Nutrição da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Unesp de Araraquara demonstrou que a ingestão de 500 ml do suco de laranja pode diminuir em até 15% os níveis do LDL. Além disso, quando associado a uma rotina de caminhadas (50 minutos, no mínimo, 3 vezes por semana) os níveis do colesterol bom também aumentavam.

“Outro ponto bastante importante observado foi que, ao contrário de outros estudos feitos nos EUA, a ingestão do suco de laranja – sem açúcar, claro – não aumentou os níveis de triglicérides e, portanto, não contribui para o aumento do peso nem da gordura corporal”, explica Nancy Preising Aptekmann, uma das autoras do estudo feito com a equipe de Thais Borges César, outra pesquisadora envolvida na pesquisa.

Aumento do colesterol bom, diminuição do colesterol ruim

O estudo de Aptekmann acompanhou um grupo de mulheres com sobrepeso e, no início do estudo, sedentárias durante 90 dias. As participantes não alteraram seus hábitos alimentares, apenas ingeriram o suco de laranja e se engajaram em rotinas de caminhadas (um exercício considerado moderado).

“O colesterol bom teve aumento de 18%, aproximadamente, e o LDL – colesterol ruim – diminuiu em torno de 15%. O estudo foi feito com o suco de lata concentrado, mas os resultados podem ser similares ao suco in natura [feito com a fruta]”, diz Aptekmann.

A hipótese, de acordo com a pesquisadora, é que os flavonoides presentes no suco de laranja são os principais agentes dessa alteração, para melhor, dos níveis do colesterol. “Os flavonoides são substâncias encontradas nos vinhos e sucos de uva também. Mas no caso dos sucos concentrados, os níveis são bastante altos, principalmente por conta do processo, que inclui as cascas da fruta na moagem. Nos sucos naturais, é bom lembrar, esses flavonoides também são observados. A vantagem do suco feito com a fruta é a praticidade e o custo muito menor”, afirma.

Exercícios complementam a ação protetora na saúde

Outro estudo feito por Aptekmann e Thaís César foi feito sem que os participantes fizessem nenhum tipo de exercício e também não alterassem a dieta. A quantidade ingerida, entretanto, foi maior: 750 ml diários.

“Esse outro estudo mostrou que o suco, sozinho, tem um poder protetor limitado, mas ainda assim, benéfico. Os níveis de colesterol totais diminuíram em torno de 10%. E tanto homens quanto mulheres mostraram, novamente, uma redução do LDL em aproximadamente 15%. O ponto negativo foi quanto ao HDL, que ficou praticamente constante”, diz.

Uma rotina de atividades físicas moderadas, como já se sabe, é boa para a saúde em termos gerais. E caso seu foco seja a diminuição do colesterol ruim, os exercícios – como ficou comprovado pelas pesquisadoras – podem aumentar ainda mais a eficácia da atuação dos flavonoides contidos no suco de laranja.

“Essa, até o momento, foi a combinação mais saudável observada nos nossos estudos sobre o tema. Agora, estamos finalizando outro estudo que observou os funcionários de uma empresa que colhem os frutos – e que também ingeriam o suco de laranja em suas refeições – e que acompanhamos durante dois anos. Os resultados também são animadores”, finaliza Aptekmann.



[voltar ao índice]







Sua Cidade
21/09/2012
Bauru: Secretaria do Meio Ambiente abre nesta segunda-feira inscrições para Curso de Poda
Unesp citada

"setembro 20, 2012

Fonte: Prefeitura de Bauru

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente recebe, a partir desta segunda-feira, 24/09, inscrições para Curso de Poda.

As inscrições devem ser feitas de 24 a 28/09, na Secretaria do Meio Ambiente, localizada na Avenida Nuno de Assis, 14-60, no Jardim Santana, das 8h30 às 11h00 e das 14h30 às 17h00. Os interessados devem apresentar xerox dos documentos pessoais e 02 (duas) fotos 3×4.

Estão sendo oferecidas 40 vagas. O Curso destina-se a credenciar as pessoas interessadas e aquelas que necessitam executar podas e cortes de árvores em passeios públicos e outros, com observância à Legislação Ambiental.

Para se inscrever o interessado deve ter no mínimo 18 anos; conhecer e estar de acordo com as normas estabelecidas no edital, que será publicado no Diário Oficial deste sábado, 22/09; ser residente e domiciliado no município de Bauru; dar o direito pleno à Secretaria do Meio Ambiente divulgar, publicar no Diário Oficial de Bauru e disponibilizar na internet, os nomes dos inscritos e aptos com os seus respectivos telefones.

O Curso será realizado das 08 às 17 horas, com intervalo de almoço às 12h, nos dias 18 e 19/10, no Jardim Botânico, localizado na Rod. Comandante João Ribeiro de Barros, Km 232, próximo ao Colégio Técnico Industrial (CTI-Unesp). O acesso é pelo Zoológico Municipal.

No ato da inscrição o interessado receberá um protocolo informando a data, horário e local, sendo indispensável a apresentação do documento. Os participantes observarão na prática a execução de podas em logradouros públicos. Os que forem considerados aptos receberão a carteirinha de conclusão do curso.
« 
"

[voltar ao índice]







Sua Cidade
21/09/2012
Ribeirão Preto: Divisão de Controle de Zoonoses promove treinamento sobre manejo e identificação de morcegos
Unesp citada

setembro 20, 2012

Fonte: Prefeitura de Ribeirão Preto

Ribeirão Preto, 21 de Setembro de 2012


No período de 24 a 28 de setembro, a Divisão de Controle de Zoonoses da Secretaria da Saúde promove, em sua sede, o “Treinamento em Biologia, Manejo e Identificação de Morcegos”. O curso será realizado em período integral, inclusive com aulas noturnas para captura de morcegos, e é destinado a médicos veterinários, biólogos e técnicos que atuam em serviços de vigilância. “Este Treinamento tem a finalidade de capacitar profissionais de órgãos municipais de saúde para identificar os principais grupos de morcegos brasileiros, sua importância ecológica, econômica e de saúde pública e conhecer as principais medidas para seu manejo no Brasil”, explica Eliana Colucci, responsável pela Divisão.

A abertura do evento será na segunda-feira, dia 24, às 9h, com palestra sobre “Situação da Raiva em Herbívoros no Estado de São Paulo”, que será ministrada pelo coordenador da Defesa Agropecuária, da Secretaria Estadual da Agricultura, Vladimir Nogueira.

O curso será ministrado pelo professor Wilson Uieda, da Unesp de Botucatu, pelos biólogos Marilene Fernandes de Almeida e Miriam Sodré, do Centro de Controle de Zoonoses de São Paulo, e Hertz Figueiredo dos Santos, da USP de Ribeirão Preto. Os participantes devem estar previamente vacinados contra a raiva (pré-exposição) e equipados com materiais de EPI (Equipamentos de Proteção Individual) e de trabalho.

Vão participar deste curso, profissionais de vigilância das cidades de Cajuru, Campinas, Franca, São Sebastião do Paraíso e Ribeirão Preto.


[voltar ao índice]







Terra
21/09/2012
Proteção para computadores baseia-se em imunologia humana
Unesp citada

"21 de setembro de 2012 • 07h17
Um sistema de proteção para computadores que utiliza conceitos de imunologia relacionada aos seres humanos. Esse foi o projeto de mestrado em Ciência da Computação da analista de segurança Isabela Liane de Oliveira, apresentado em 2012 na Universidade Estadual de São Paulo (Unesp). O programa de defesa foi criado para mapear elementos que podem ser nocivos ao computador e, a partir dessas informações, identificar e evitar novos ataques.

O projeto usa princípios de seleção negativa, semelhante ao que o sistema imunológico humano faz, efetuando uma verificação inicial para certificar se o código é invasor e nocivo. A operação permite excluir ações normais do computador e isolar o malware. Em uma comparação, Isabela, que estudou imunologia para aplicar à pesquisa, indica que os malwares e vírus seriam as substâncias estranhas, enquanto o programa equivaleria aos anticorpos nos seres humanos.

Dividido em subsistemas, o programa trabalha em duas principais frentes. Na coleta distribuída, o sistema conta com a ajuda de sensores instalados na rede, propositalmente desprotegidos, que recolhem amostras de malwares e códigos maliciosos. A captação também é realizada por meio da análise do conteúdo e dos anexos de e-mails, ou ainda de links suspeitos informados pelos usuários. Em outra etapa, o sistema executa o malware em um ambiente controlado e analisa o comportamento do código na máquina e na rede onde ele tentou se conectar.

A partir dessas informações, o programa cria duas assinaturas, que servem de base para futuras verificações do sistema quando um novo código malicioso for detectado. ""Por intermédio de cálculos computacionais, é possível determinar se esse elemento possui uma assinatura que o identifique realmente como uma ameaça"", explica o professor que orientou a pesquisa, Adriano Mauro Cansian, doutor em Segurança de Redes. Caso essa análise acuse o perigo, os mecanismos de defesa são acionados. ""Se tiver correspondência, é gerada uma resposta imunológica, e isso é informado ao administrador da rede"", detalha Isabela.

Programa não substitui antivírus
Os conceitos de imunologia, segundo Isabela, já são utilizados no desenvolvimento de sistemas para detectar falhas em redes, mas essa ainda é uma área nova em pesquisas. No Brasil, a analista aponta seu projeto como um dos primeiros a aplicar essas definições na identificação de malwares. Ainda em fase de estudos, o sistema poderá ser viabilizado comercialmente, conforme apostam a pesquisadora e seu orientador. ""As características cada vez mais mutantes dos ataques exigirão técnicas cada vez mais adaptativas e automatizadas para proteção e defesa"", entende Cansian.

O programa, contudo, não será um substituto do antivírus. Para o professor, a segurança deve ser feita em camadas, e o sistema imunológico poderá incrementar a proteção do computador. ""Os dois devem se complementar, não disputar entre si"", avalia Cansian. O ideal, na visão do professor, é que haja outro nível de proteção caso uma das camadas apresente falhas.

Assim como os softwares atuais, o sistema também precisará de constante atualização. A preparação do programa para os novos códigos maliciosos que são criados diariamente poderá ser feita manualmente ou pelo próprio sistema, a partir da identificação de padrões e semelhanças com as informações já armazenadas. ""A ideia é fazer isso da maneira mais automática possível"", descreve Isabela.
"

[voltar ao índice]







Terra
21/09/2012
Morador acha fóssil de baleia de 6 mil anos no litoral de SP
Unesp citada

"21 de setembro de 2012 • 12h02

Um grupo de pesquisadores e alunos da Universidade Estadual Paulista (Unesp) em São Vicente, no litoral de São Paulo, recolheu fósseis de uma baleia azul na praia de Iguape. A previsão é de que o material esteja no local há, pelo menos, seis mil anos.

Os restos do animal foram encontrados por um morador da cidade, que avisou a equipe da universidade. As oito peças estão sendo restauradas para preservação. Parte do fóssil foi encaminhada para os Estados Unidos para análise.

De acordo com o professor e oceanógrafo Francisco Buchmann, a intensa erosão na última década tem favorecido a pesquisa na região. ""Nos últimos 10 anos, várias casas foram derrubadas e debaixo delas foram encontrados os fósseis"".

Segundo Buchmann, com o achado será possível fazer uma comparação entre animais da mesma espécie encontrados em outras regiões do Brasil e até mesmo do mundo. ""É a segunda ocorrência no Estado de São Paulo e, provavelmente, a primeira fóssil. No Rio Grande do Sul tem outras ocorrências. Dá para fazer uma relação da ocorrência de cetáceos. (...) A mesma espécie pode ter várias populações. Agora poderemos comparar a população do RS com a de SP. E, mais tarde, com outras partes do mundo, tendo uma ideia dos aspectos migratórios"".

"

[voltar ao índice]